Após capacitação do Senar, amigos empreendem e oferecem cursos sobre segurança

Eles atuam na divulgação e na conscientização dos trabalhadores rurais

Foto: Assessoria

Percebendo a carência de profissionais capacitados na área de combate à incêndios e ainda de socorristas aptos ao trabalho, os amigos Célio Martins dos Santos, 46 anos, e Marinho Rodrigues Barbosa, de 34 anos, depois de participarem de cursos promovido pela parceria entre o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar-MT) e Sindicato Rural de Paranaíta (840km de Cuiabá), abriram uma empresa para ensinar o que aprenderam.

Eles atuam na divulgação e na conscientização da população sobre a importância da segurança, principalmente para os trabalhadores rurais.

Célio conta que sua empresa atende os mais diversos tipos de chamados, uma vez que são capacitados na área de brigadistas e socorristas. É uma área que ainda é muito carente de mão de obra qualificada. “Por isso, investimos na conscientização e orientação”, diz.

Foto: Assessoria

Os dois contam que os colaboradores que compõe o “time da empresa” já passaram pelos treinamentos do Senar-MT. “Juntos formamos um grupo de trabalho bem capacitado. É um setor bastante próspero. Geramos emprego e renda e movimentamos a economia da região”.

Segundo Marinho, no trabalho de sensibilização e divulgação da importância da segurança, eles abordam quais são os trabalhos de um brigadista e de um socorrista. “Alertamos sobre os acidentes, principalmente os domésticos que são bem comuns em nossa região. Temos muitas ocorrências com queimaduras”, enfatiza Barbosa.

O empresário acrescenta ainda que a dupla também trabalha em escolas fazendo palestras sobre a importância e como se utiliza um extintor de incêndio. “Alertamos para a validade e ainda conversamos sobre os primeiros socorros em caso de acidentes. O trabalho é gratificante”.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAlta temperatura da pista em Cuiabá faz Gol limitar número de passageiros em voo
Próximo artigoPresos relatam problemas de saúde, má qualidade da água e superlotação na PCE

O LIVRE ADS