Após aborto, jovem boliviana enterra feto de 5 meses no quintal de casa

Caso foi descoberto pelos profissionais do PSF, que sentiram a falta da jovem nos atendimentos de pré-natal

(Foto: Ednilson Aguiar/ O Livre)

Uma jovem de 17 anos enterrou o feto de cinco meses no quintal da casa em que morava com o marido, após sofrer um aborto. O caso veio a público nesta terça-feira (4), no município de Pontes e Lacerda (445 km de Cuiabá), quando policiais militares foram acionados para atendimento da ocorrência.

De acordo com informações da delegacia do município, a jovem confirmou a história aos policiais, dizendo que antes do aborto estava sendo acompanhada pelo PSF do bairro Jardim Marília. Ao perceberem a ausência prolongada da adolescente na unidade de saúde, os profissionais teriam ido até a casa dela saber o que havia acontecido.

Ela então informou o aborto, dizendo ter enterrado o feto no quintal de casa. A PM foi acionada e peritos da Politec também compareceram no local para fazer a retirada do feto.

“Eles são bolivianos e lá na terra deles é normal que mulheres em caso de aborto enterrem a criança”, disse um dos investigadores da delegacia municipal ao LIVRE. Ainda não há informação se o aborto foi espontâneo ou provocado.

O LIVRE tentou falar com o delegado responsável, mas ele participando das oitivas do caso.

Como você se sentiu com este conteúdo?

loading spinner

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.