Apoio de Gisela Simona pode definir o vencedor do segundo turno em Cuiabá?

Terceira colocada na disputa, ela conseguiu dobrar seu número eleitores na Capital, em comparação com a eleição de 2018

(Foto: reprodução/ Facebook)

O apoio da candidata derrotada Gisela Simona (Pros) pode definir o vencedor do segundo turno para a Prefeitura de Cuiabá. Com mais de 52 mil votos, ela reuniu mais eleitores que todos os demais candidatos que, agregaram 43.622 votos válidos.

A apuração do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostra Roberto França (Patriotas) com 25.523 votos (9,49%), Julier Sebastião (PT) com 8.409 (3,13%), Aécio Rodrigues (PSL) com 5.659 (2,11%), Paulo Henrique Grando (Novo), com 2.815 (2,11%) e Gilberto Lopes Filho (Psol), 1.216 (0,45%). 

Gisela Simona ficou com 19,42% dos votos válidos. Se somados com os de Abílio Junior (Podemos) ou Emanuel Pinheiro (MDB), o candidato apoiado por ela poderia chegar aos 100 mil votos, quase um terço das pessoas aptas a votar em Cuiabá nesta eleição. 

A briga pelo apoio é reforçada pelo crescimento eleitoral de Gisela na Capital. Em 2018, quando disputou a Câmara dos Deputados, ela recebeu pouco mais de 50 mil votos, sendo que cerca de 25 mil deles foram em Cuiabá. De lá para cá, portanto, ela praticamente dobrou os simpatizantes e a campanha no primeiro turno deste ano só teve 45 dias. 

Esse crescimento carrega, por outro lado, a observação sobre a coerência política daqui para frente. Em relação aos candidatos de segundo turno, Gisela encerrou sua campanha com pouca simpatia. 

No último debate na TV, quatro dias antes da votação, elas fez perguntas à queima-roupa a Emanuel Pinheiro sobre o envolvimento dele com corrupção e com Abílio Junior, protagonizou um episódio em que o vereador foi taxado de machista. Além disso, questionou os gastos de dinheiro público dele durante o mandato. Ambas em tom contundente. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorVírus letal tramissível entre humanos é identificado na Bolívia
Próximo artigoCobre e zinco e sua relação com a covid19