Acusado de assassinato, PM vai a júri popular em Várzea Grande

Pronúncia foi autorizada pela Justiça diante de falta de provas que atestem legítima defesa e absolvição sumária

(Foto: Divulgação)

O policial militar aposentado Márcio Cardoso da Silva será julgado em júri popular por conta da suspeita de ter assassinado com disparos de arma de fogo Wheric Lino de Barros.

A decisão pela pronúncia foi dada pelo juiz da 1ª Vara Criminal de Várzea Grande Murilo Moura Mesquita na quinta-feira (4).

O crime ocorreu no dia 28 de agosto de 2020 nas proximidades da Boate VG Show, localizada no Bairro Jardim Potiguar, em Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá).

O magistrado alegou que a tese de legítima defesa sustentada pela defesa do acusado para cometer o crime não prosperou. E afastou ainda a tese de insanidade mental do acusado na época dos fatos, o que lhe impossibilitaria de responder pelos seus próprios atos.

“Os indícios de autoria foram corroborados, também, pelos depoimentos colhidos em juízo, durante a fase de instrução probatória (…) Contudo, comprovou-se nos autos que, ao tempo dos fatos, o acusado era inteiramente incapaz de entender o caráter ilícito de sua conduta e de determinar-se de acordo com esse entendimento, conforme atestado pelo laudo pericial de insanidade mental”, diz um dos trechos da decisão.

Diante disso, foi afastada a possibilidade de absolvição sumária, pois o reconhecimento da legítima defesa só é possível “com a existência de proba segura e controversa que demonstra a existência da causa de excludente de ilicitude, o que não foi verificado nos autos.

O crime

De acordo com informações da Polícia Militar, uma equipe da Força Tática fazia rondas pela região, quando avistou dois homens em uma motocicleta. Ao se aproximar para abordar a dupla, a PM visualizou um homem atirando em outro, na frente do estabelecimento VG Show.

Os militares então pediram para que o atirador parasse, porém, o suspeito não acatou as ordens e foi baleado na perna esquerda. Após isso, se identificou como policial aposentado Márcio Cardoso da Silva.

No local havia um homem caído no chão. Acionado, o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) esteve no local e constatou o óbito de Wheric. O militar teve que ser encaminhado ao Pronto-Socorro de Várzea Grande (PSM-VG), onde recebeu atendimento médico.

A PM apreendeu uma pistola 838, calibre 380 e 12 munições intactas.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMega-Sena acumula, e próximo prêmio pode chegar a R$ 27 milhões
Próximo artigoHomem que matou a ex a facadas em Alagoas é preso em Mato Grosso