Zoofilia: homem que estava estuprando animais é preso ao ser flagrado atacando bezerro

Em dias anteriores ele já havia estuprado um cachorro, um pato e outro animais, que morreram devido à violência

Imagem ilustrativa / Pixabay

Um homem de 59 anos foi preso no fim da noite dessa terça-feira (2) após ser flagrado por um grupo de pessoas em um curral, no meio do pasto, em uma propriedade rural em Tangará da Serra (250 km de Cuiabá), estuprando um bezerro.

A Polícia Militar foi acionada pelos moradores do local e, quando chegou, encontrou cerca de 20 pessoas no curral, no escuro, espancando o suspeito.

Quando os policiais se aproximaram, a maioria das pessoas fugiu. O dono da propriedade, porém, ficou e apresentou o suspeito imobilizado.

Ele contou aos militares que há dias vinha percebendo que animais em seu sítio vinham aparecendo com lesões nos genitais e, inclusive, um cachorro, patos e alguns outros bichos haviam morrido vítimas de estupro.

Já na noite dessa terça-feira (2), por volta das 23h30, o sitiante e vizinhos ouviram um bezerro gritando e todos foram até o local, onde encontraram o suspeito com a calça abaixada e o animal desesperado.

Revoltadas com a situação, as pessoas tentaram imobilizar o suspeito, que reagiu dando golpes contra todos. Como estavam em maior número, os vizinhos conseguiram segurar o abusador até a chegada da polícia, que o algemou e o levou para a delegacia.

No CISC, o homem reclamou de dores na face e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado. Foram prestados os primeiros-socorros a ele, mas a equipe constatou que se tratava apenas de escoriações e o liberou.

O caso foi registrado como maus-tratos a animais silvestres, domésticos, ou domesticados.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMeta finlandesa
Próximo artigoHomem acaba esfaqueado ao interferir em briga de casal para ajudar cunhada