Zé do Trovão afirma que não pedirá perdão ao ministro Alexandre de Moraes

O caminhoneiro garantiu que não pretende parar de fazer críticas ao Supremo Tribunal Federal

(Foto: Reprodução)

Em um comunicado nas redes sociais, o caminhoneiro Marcos Antônio Pereira Gomes, conhecido como Zé Trovão, afirmou que não deve voltar ao Brasil em um futuro breve. Em entrevista ao portal Metrópoles, publicada na terça-feira (12), Zé Trovão falou sobre sua situação de exilado.

De acordo com o caminhoneiro, ele não voltará ao Brasil se for necessário parar de fazer críticas ao Supremo Tribunal Federal, ou ainda pedir desculpas ao ministro do STF Alexandre de Moraes.

“Se me falarem: ‘Você só volta para o Brasil se fizer uma carta pedindo perdão para o ministro Moraes’; então vou passar o resto da minha vida fora do Brasil”, afirmou Zé do Trovão.

Possível prisão do caminhoneiro

Ainda segundo Zé do Trovão, sua defesa fez diversos pedidos para que ele não fosse preso ao entrar no Brasil.

“Meus advogados já fizeram mais de dez pedidos, mas o ministro Alexandre de Moraes negou. Eles pediram que eu pudesse retornar ao Brasil sem ser preso. Voltar ao Brasil para ser preso está fora de cogitação. Não sou criminoso”.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAprosoja MT repudia vandalismo em sede de Brasília
Próximo artigo“Tenho vontade de privatizar a Petrobrás”, diz Bolsonaro