Vídeo | “Falta coragem moral e sobra ativismo judicial para o Barroso”

Presidente Jair Bolsonaro deu resposta desafiadora ao presidente do STF, que mandou o Senado abrir a CPI da Covid

(Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil)

O presidente Jair Bolsonaro criticou duramente, na manhã desta sexta-feira (09), a decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso, de mandar o Senado abrir uma Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar supostas negligências do governo federal no enfrentamento da pandemia.

De acordo com Bolsonaro, Barroso agiu forma monocrática e estaria fazendo política com parlamentares de esquerda para desgastar a imagem do governo.

“Sobre a decisão do Barroso de ontem, monocraticamente, mandando que o Senado Federal instale a CPI da COVID contra o presidente Jair Bolsonaro. É exatamente isso: não é pra apurar desvio de recursos de alguns governadores e prefeitos. É para apurar, segundo está no pedido da CPI, ‘omissões do governo federal’, ou seja: uma jogadinha casada entre Barroso e bancada de esquerda para desgastar o governo”, disse Bolsonaro.

“Falta coragem moral ao Barroso”

O presidente disse ainda que Barroso deveria ainda ter mais coragem em fazer o enfrentamento contra alguns colegas de STF.

“Eles não querem saber do que aconteceu com os bilhões desviados por alguns governadores e alguns poucos prefeitos também. Detalhe, lá dentro do Senado tem vários processos de impeachment contra ministros do Supremo Tribunal Federal. Eeu quero saber se o Barroso vai ter coragem moral de colocar esse processo de impeachment pra frente também”, desafiou o presidente.

“Pelo que me parece, falta coragem moral para o Barroso e sobra ativismo judicial. Não é disso que o Brasil precisa, vivemos um momento crítico de pandemia, pessoas morrem e o ministro do STF faz politicalha junto ao Senado Federal”, continuou o Bolsonaro.

“Nós conhecemos teu passado”

O presidente da República lembrou também das atuações do ministro do STF a favor de pautas da esquerda no Brasil, como advogar pelo terrorista italiano Cezare Batistti.

“Barroso, nós conhecemos teu passado, tua vida, o que você sempre defendeu e como chegou ao Supremo Tribunal Federal, inclusive defendendo o terrorista Cezare Batistti, então use sua caneta para boas ações em defesa da vida do povo brasileiro e não para fazer politicagem dentro do Senado”, afirmou.

“E repito, se tiver moral, um pingo de moral, ministro Barroso… Mande abrir o processo de impeachment contra alguns dos seus colegas do Supremo Tribunal Federal”, concluiu Bolsonaro, sendo ovacionado por apoiadores.

Veja o vídeo abaixo:

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorBotelho sobre briga entre Mendes e Pinheiro: “todo mundo está errado”
Próximo artigoSerra Nova Dourada tem contas reprovadas pelo TCE