Vai às compras de Natal? Procon tem 5 dicas para garantir um presente perfeito

Alguns cuidados precisam ser tomados, principalmente, se sua compra será feita pela internet

(Foto: Ednilson Aguiar/O LIVRE)

Um pouco mais de R$ 120. Esse é o valor médio que o brasileiro pretende gastar com cada presente de Natal neste ano. E as roupas estão no topo de lista de quem pretende presentear alguém.

Os dados são de uma pesquisa sobre a intenção de compras realizada pela Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL).

De acordo com o relatório, 61% dos consumidores planejam comprar roupas, 37% brinquedos, 36% perfumes/cosméticos, 36% calçados e 24% acessórios.

E com a temporada de confraternizações aberta, o Procon de Mato Grosso tem uma série de dicas para a festa não acabar mais cedo do que se imaginava.

1. Planeje e pesquise preços

Para evitar perder o controle dos gastos, economizar e realizar uma compra segura, o primeiro passo é definir antecipadamente o que deseja comprar e quanto pode gastar.

Seja realista com seu orçamento para evitar se endividar.

Faça uma pesquisa de preços e guarde as pesquisas que comprovam a oferta, pois as promoções divulgadas pelos estabelecimentos devem ser cumpridas.

2. Atenção redobrada na internet

Em primeiro lugar, verifique se o site da loja tem o cadeado de segurança. Além disso, sites que não disponibilizam telefone, endereço e CNPJ devem ser evitados. E muito cuidado com os links recebidos por e-mail ou em redes sociais. Prefira sempre digitar o nome da loja no seu buscador.

3. Prazo de entrega

Com a cmpra feita pela internet, também é preciso ficar atento ao prazo de entrega.

É importante guardar o comprovante da compra, com a descrição do pedido, e pedir um e-mail de confirmação, que deve conter a estimativa de data de entrega do produto.

4. Comprou e agora quer trocar?

É importante verificar antecipadamente se a loja oferece essa possibilidade e quais as regras estabelecidas. O fornecedor pode definir prazos e condições do produto, bem como decidir por não efetuar a troca de um determinado tipo de mercadoria.

As condições para fazer a troca – como prazo, local, dias e horários – devem constar na etiqueta do produto, na nota fiscal ou em cartaz informativo na loja.

5. Achou um defeito no produto?

Nesses casos, o prazo para o consumidor reclamar é de até 90 dias para produtos duráveis, exemplo: roupas, eletrodomésticos, móveis, aparelhos celulares, entre outros. Para os itens não duráveis (alimentos, bebidas, flores, etc) o prazo é de até 30 dias.

Com a reclamação feita, o fornecedor tem mais um mês para solucionar o problema. Após esse prazo, se a questão não for resolvida, o consumidor pode escolher entre três opções:

  • a troca do produto por outro equivalente;
  • desconto proporcional do preço;
  • a devolução da quantia paga.

7. Fez tudo certo e ainda assim terá que reclamar?

A sede do Procon de Mato Grosso está localizada na Rua Baltazar Navarros, n. 567, esquina com a Av. General Vale (antigo Sine), Bairro Bandeirantes, em Cuiabá.

Para atendimento presencial, é preciso fazer um agendamento. E pelo mesmo número ainda é possível conseguir uma consulta via WhatsApp. O contato é (65) 9228-3098.

Também é possível registrar sua reclamação pelo no site consumidor.gov.br a qualquer hora do dia ou da noite. As principais lojas nacionais do varejo estão cadastradas neste site e podem ser acionadas pelo consumidor sem ser preciso sair de casa.

Outras opções de atendimento são:

  • Ganha Tempo da Praça Ipiranga (Cuiabá): das 08h às 17h, por agendamento.
  • Centro Estadual de Cidadania, dentro do Várzea Grande Shopping: das 10h às 18h, por ordem de chegada.
  • Posto do Procon Estadual na Assembleia Legislativa: das 7h às 17h.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorMaria Fernanda Cândido confirma que está no elenco de Animais Fantásticos 3
Próximo artigoHomem-Aranha: Sem Volta Para Casa abre com 100% de aprovação no Rotten Tomatoes