Travesti é assassinada a pedradas no interior de MT

A vítima chegou a ser socorrida, mas morreu ao chegar no hospital

Uma jovem travesti de 26 anos foi assassinada de forma cruel no início da madrugada deste sábado (4) em Querência (970 km de Cuiabá).

Rayka França, de 26 anos, teve o rosto desfigurado por pedradas. Ela foi encontrada por volta de 1h30.

Assassinato

Moradores do bairro Setor F, em Querência, ouviram barulhos e, ao sair de casa, viram um homem alto, com boné e uma mochila preta andando sozinho.

Eles foram ao local de onde tinha saído o barulho e, com a luz do celular, conseguiram ver, em meio ao matagal, uma pessoa respirando com dificuldade.

Uma equipe da Polícia Militar foi ao local e os moradores contaram não viram o crime, mas que ouviram, e levaram os policiais até a vítima.

Os policiais a encontraram com várias lesões na parte da frente e na lateral do rosto, mas ainda com vida.

No local, os militares também encontraram algumas pedras com manchas de sangue, que possivelmente haviam sido utilizadas para causar as lesões na vítima.

Socorro

A equipe de emergência do Hospital Municipal foi acionada, realizou os primeiros-socorros e encaminhou a vítima ao hospital.

Ao chegar na unidade, porém, a travesti sofreu uma parada respiratória e morreu.

Ela estava sem nenhum documento e, a princípio, não havia sido identificada. Mas a Polícia Judiciária Civil foi acionada e a reconheceu por causa das tatuagens.

Investigação

A Polícia Militar fez rondas na região em busca do suspeito, mas não encontrou ninguém.

O LIVRE entrou em contato com as polícias Militar e Civil na manhã deste sábado (4), mas, até o momento, ainda não há nenhum suspeito do crime.

A Polícia Judiciária Civil solicitou a realização de um exame de corpo de delito e está investigando o crime.

Não há informações preliminares se ela tinha algum inimigo. Mas, 25 horas antes de ser assassinada, à 00h06 dessa sexta-feira (3), ela publicou uma mensagem em seu perfil no Facebook: “Deus” e disse estar “sentindo-se triste”.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPrefeitura nota “quebra” na quarentena e passa a considerar toque de recolher em Cuiabá
Próximo artigoConcorrência desleal

O LIVRE ADS