Tempos de pandemia: Estágios do luto são retratados na série WandaVision

Série do Universo Marvel traz heroína em luto e toca ferida com dose de humor na medida

(Foto: Divulgação)

Para quem ainda não assistiu, WandaVision é uma série sobre luto. O que não quer dizer que seja um drama. Pelo contrário, baseada na história de Wanda Maximoff – a Feiticeira Escarlate que aparece na franquia dos Vingadores – a recente produção da Marvel toca a ferida com humor. Alerta para spoilers.

Na história, Wanda (Elisabeth Olsen) perdeu tudo aquilo e, fundamentalmente, todos aqueles que davam sentido à sua vida. Entre eles, o irmão assassinado em “Vingadores: Era de Ultron” (2015) e o grande amor, Visão, morto em “Vingadores: Guerra Infinita” (2018).

Essa é a história de Wanda: a agonia dessa perda. A narrativa da série gira em torno do isolamento que ela provoca e sobre os comportamentos destrutivos. Também sobre como machucamos os outros porque estamos machucados.

(Foto: Divulgação)

É nesse estado que encontramos Wanda em boa parte da série. Porém, dotada de poderes que alteram a probabilidade, Wanda resolve preencher a sua vida com uma grande história de negação. Para isso, ela se isola e escraviza uma cidade inteira e constrói a vida perfeita que ela tanto desejou ter ao lado do Visão (Paul Bettany).

A série também dialoga com a realidade.  De alguma forma, nos últimos 12 meses, grande parte da população mundial aprendeu sobre o luto com a perda de milhões de pessoas para o coronavírus.

Os cinco estágios do luto

Quem identificou as fases do luto foi a psicanalista suíça Elisabeth Kübler-Ross. Nem todas as pessoas passam por todas. Mas é interessante notar que, voltando a WandaVision, a série foi estruturada para que a personagem passasse por todos elas.

As cinco fases são:

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAlexandre de Moraes determina prisão domiciliar para Daniel Silveira
Próximo artigoManifestantes vão às ruas contra “lockdown” em três Capitais brasileiras