Tempo do Advento: Como os católicos se preparam para a vinda de Jesus Cristo

A cada domingo uma vela da Coroa é acesa até a chegada da semana do Natal

A tradicional Coroa do Advento, cujas quatro velas representam os domingo anteriores ao Natal (Foto: Pixabay)

A luz da primeira de quatro velas da tradicional Coroa do Advento marcou, nas Missas do domingo (28) o início do novo Ano Litúrgico e o Tempo do Advento. A cada domingo uma vela da Coroa é acesa até a chegada da semana do Natal.

A origem desse objeto remete a um teólogo e pedagogo chamado Johann Hinrich Wichern, na Alemanha do séc. XIX. Wichern trabalhava num abrigo de órfãos e utilizou uma roda de carroça para marcar quantos dias faltavam para o Natal. O alemão criou essa Coroa a pedido das crianças, que sempre o perguntavam quanto tempo ainda faltava para a festividade, demonstrando uma alegre, saudável e santa ansiedade.

É esse o significado do Tempo do Advento: a boa expectativa pela vinda de Jesus Cristo, Deus que se fez homem. A própria palavra Advento significa “o que está por vir”. A vivência piedosa desse tempo começou a acontecer entre os séculos IV e VII, segundo a Comunidade Shalom.

Católicos não se preocupam tanto – ou não deveriam se preocupar – com Papai Noel, presentes, árvores enfeitadas, pisca-piscas ou com o peru da ceia de Natal. Em vez disso, preparam-se para receber Seu Senhor da melhor forma possível.

Essa vinda não é apenas aquela do nascimento do Menino Jesus na gruta fria em Belém, relembrada a cada dia 25 de dezembro. Espera-se, também, Sua Segunda Vinda, com toda Sua Glória, no Final dos Tempos, quando irá julgar os vivos e os mortos e instaurar Seu Reino, que não terá fim.

Preparai o caminho

Como São João Batista se alegrou ao ouvir a voz de seu amigo, o esposo (cf. Jo 3,29), os católicos também esperam com jubilosa alegria a vinda de Seu Senhor. Deve-se levar uma vida reta para aguardar Aquele que é a Fonte de toda a Bondade. Para isso, é necessário que haja mudança de vida – para melhor.

As penitências são um meio interessante para essa mudança espiritual. São João Batista mesmo fazia penitências no deserto antes de anunciar seu Primo como o Filho de Deus.

Porém, as penitências feitas durante o Tempo do Advento não devem ser tão duras quanto aquelas da Quaresma, pois é um tempo de alegria.

A ACI Digital e O LIVRE indicam alguns modos de penitência e de preparação para a vinda de Jesus Cristo:

  • Jejuns e outros pequenos sacrifícios, como acordar uns minutos mais cedo;
  • Deixar de comer algo que gosta muito, desde que não faça mal à saúde – doces, refrigerantes, frituras, etc;
  • Abdicar de algum conforto em alguns dias da semana – desligar o ar condicionado, não sentar em cadeiras almofadadas, etc;
  • Fazer mais orações de joelhos;
  • Ir à Missa todos os dias;
  • Fazer pelo menos 15 minutos de oração e meditação todos os dias;
  • Adoração ao Santíssimo Sacramento;
  • Maior devoção à Virgem Maria, Mãe de Deus, pois sem Ela não existiria Jesus; e
  • Confissão e comunhão frequentes.

Você ainda não começou? Não se preocupe

Se você é católico e ainda não começou a se preparar para a vinda de Jesus, não se preocupe. Ainda é possível. Procure saber o que precisa melhorar em sua vida, escolha suas penitências, corporais ou espirituais, e brade com alegria, pureza e esperança: “Maranatha” – “Vinde, Senhor Jesus”.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPrefeitura abre novo polo de vacinação na próxima quinta-feira
Próximo artigoMais da metade dos brasileiros maiores de 18 anos consome bebidas alcoólicas