Taxista é mantido em cárcere e acaba baleado em tentativa de roubo com perseguição

Ação foi contida por equipe da Rotam que estava na região do Parque Cuiabá

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Um taxista viveu momentos de pânico na noite dessa terça-feira (24), quando teve o carro roubado na zona Leste de Cuiabá. Ele acabou sendo mantido em cárcere e baleado nas costas, na altura do ombro. A ação terminou em perseguição, troca de tiros pelo bairro e um dos criminosos preso. Outros envolvidos conseguiram fugir.

A equipe da Rotam 15 estava em patrulhamento no bairro Residencial Santa Terezinha, vizinho ao bairro Parque Cuiabá, quando ouviu pelo rádio sobre o roubo de um táxi Cobalt, de cor branca, em um comunicado do Centro Integrado de Operações e Segurança Pública (Ciosp).

Como o veículo fugiu em direção à Rodovia Palmiro Paes de Barros, os militares se posicionaram na via, e, na altura do cemitério Parque Bom Jesus de Cuiabá, conseguiram identificar o carro roubado.

Os bandidos, no entanto, fugiram para dentro do bairro e a equipe da polícia iniciou a perseguição.

Depois de passarem por diversas ruas, os ladrões abandonaram o carro ainda em movimento e atiraram em direção à polícia, que revidou atirando. Os envolvidos acabaram fugindo para um pequeno matagal localizado ao lado da Escola Estadual Heliodoro Capistrano da Silva, e conseguiram despistar os militares.

Durante as buscas, os militares conseguiram encontrar um dos ladrões, identificado como Wesley Maiko Sousa da Silva, de 27 anos, escondido no telhado de uma quitinete. Ele estava deitado e sem camisa, com um corte na boca e ferimento na perna esquerda.

Quando retornaram para atender a vítima, o taxista Teodoro Cândido de Oliveira Júnior, de 55 anos, os policiais constataram que ele acabou atingido por um dos tiros nas costas. Segundo a vítima contou à polícia, os bandidos fizeram diversas ameaças de morte e o mantiveram em cárcere durante a ação.

Teodoro foi encaminhado para a Policlínica do Coxipó para um primeiro atendimento e, posteriormente, levado para o Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá.

Wesley Maiko também foi encaminhado para a Policlínica do Verdão para ser atendido e depois levado para a Central de Flagrantes. A Polícia Civil vai investigar o caso.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAmericanos vão poder imprimir armas com impressoras 3D a partir de agosto
Próximo artigoCorpos desviantes entram em cena no Cine Teatro Cuiabá na sexta e sábado