Sete veículos são apreendidos e 11 pessoas são presas durante Operação Tiradentes em Sinop

Em todo o estado, foram apreendidas 204 pessoas suspeitas de envolvimento em crimes

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

Onze pessoas foram presas e sete veículos foram apreendidos durante a Operação Tiradentes, deflagrada nesta quarta-feira (24) pela Polícia Militar (PM), em Sinop (500 Km de Cuiabá). Com os criminosos também foram apreendidas munições, uma arma, 350 gramas de maconha e uma quantia em dinheiro.

Os trabalhos contaram com o apoio da Guarda Municipal e Corpo de Bombeiros.

Segundo informações do tenente-coronel Victor Prado, 33 policiais e 12 viaturas estavam envolvidos na ação no município.

Em Sinop, dois reboques de uma carreta caçamba foram localizados na BR-163, próximo ao bairro Alto da Glória. Eles teriam sido roubados na tarde de terça-feira (23), próximo a cidade de Itaúba (597 Km de Cuiabá). Nenhum envolvido no crime foi identificado ou preso.

Foto: Reprodução

Já em Lucas do Rio Verde (300 Km de Cuiabá) 45 pessoas foram abordadas e 14 veículos revistados. Um dos trabalhos de combate ao crime, aconteceu no bairro Parque das Américas.

Foto: Leandro Ruy

Sete pessoas, sendo duas menores de idade, foram detidas e conduzidas para a delegacia Judiciária de Polícia Civil do município. Os suspeitos foram abordados em uma residência, onde foram encontrados um tablete 1,2 kg de substância análoga a maconha e recipientes de defensivos agrícolas.

Em todo o estado, a operação resultou na apreensão de 204 pessoas suspeitas de envolvimento em crimes como homicídios, roubos e estupros. A ação aconteceu simultaneamente nos 26 estados do país e no Distrito Federal.

Ao todo foram cumpridos 129 mandados de prisão (112 preventivos, 13 por sentença condenatória, uma temporária e três prisões civis). Além da apreensão de 17 menores e 58 prisões em flagrante.

Tiradentes

Ao todo mais de 90 mil policiais militares e bombeiros participaram dos trabalhos da operação. Essa é a terceira edição da operação Tiradentes, que é o ponto de partida de várias outras ações dos militares.

O nome e a data da operação foram decididos pelo Conselho Nacional de Comandantes Gerais, em decorrência do dia 21 de abril, data em que se comemora dia de Tiradentes.

Antes do início de cada trabalho, a PM realizou um levantamento sobre os locais com mais índice de crimes, para que a segurança fosse reforçada nessas áreas. A pesquisa é realizada todos os anos.