Sem sessões presenciais no Supremo

Fux usou Ômicron como justificativa

Marcello Casal Jr / Agência Brasil

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, decidiu por adiar novamente o retorno das sessões presenciais no Supremo Tribunal Federal. De acordo com a decisão, divulgada nessa quarta-feira (26), os ministros não terão encontros presenciais pelo o menos até o fim de fevereiro.

Ainda segundo a decisão, o adiamento dos encontros presenciais foi por causa do aumento do número de casos e mortes pela variante Ômicron do coronavírus.

Com isso, as primeiras sessões do STF em 2022, marcadas para a próxima semana, serão realizadas de forma virtual, como vinha ocorrendo até novembro do ano passado

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAgora vai? Governo reabre licitação para construção do BRT em Cuiabá e VG
Próximo artigoHomem invade casa da ex e mata amigo dela com tiros na cabeça