Reforma administrativa será “suave”, afirma Bolsonaro

Presidente espera receber nesta terça-feira (19), das mãos de sua equipe econômica, uma proposta para analisar

O presidente Jair Bolsonaro espera receber nesta terça-feira (19) das mãos de sua equipe econômica uma proposta de reforma administrativa.

Ele já antecipou, entretanto, qualquer alteração em regras do serviço público, como a revisão da estabilidade funcional para novos servidores, será “a mais suave possível”.

Bolsonaro só não chegou a informar quando a medida seria apresentada ao Congresso Nacional.

De acordo com o ministro da Economia, Paulo Guedes, que está alinhavando a proposta de reforma administrativa para apresentar ao presidente, os futuros servidores públicos não teriam mais estabilidade automática no cargo.

A ideia seria definir um tempo para atingir a estabilidade, de acordo com cada carreira.

Além disso, outro objetivo seria reduzir o número de carreiras de cerca de 300 para algo em torno de 20 e que os salários para quem entrar na carreira pública passem a ser menores do que são atualmente.

Novo partido

Bolsonaro também confirmou que deverá assumir a presidência da Aliança pelo Brasil, partido que o grupo político do presidente pretende criar.

O anúncio de criação da nova legenda ocorreu na semana passada.

“Eu acho que sim [assumirei a presidência do partido]”, disse Bolsonaro a jornalistas. “Está previsto quinta-feira, dia 21, a gente lançar a pedra fundamental do partido”, acrescentou o presidente.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anterior10 anos de jornada: mulher diz que teve revelação divina e saiu em peregrinação pelo país
Próximo artigoSTF investiga suposta propina para eleição de Eduardo Cunha a presidente da Câmara

O LIVRE ADS