Quer doar sangue, mas teve covid ou tomou vacina? Professora diz quanto tempo esperar

Os prazos variam até de acordo com a marca da vacina. Veja se você já está apto a ser um doador

Marcelo Camargo / Agência Brasil

Em 2020 o volume de doações de sangue ao Hemocentro de Mato Grosso caiu 22,6%, em comparação com o ano anterior. Mas saiba que você pode estar impedido de ajudar a causa, se tiver contraído a covid-19 recentemente ou tomado a vacina contra a doença.

Infectologista e professora do curso de Medicina da Universidade de Cuiabá (Unic), Eva Grigoli Feguri diz quanto tempo é necessário esperar em cada um dos casos.

Para quem testou positivo para a covid-19, o prazo mínimo é de 30 dias a partir do fim dos sintomas. 

“Não é a partir da data da descoberta da doença. O candidato deve ter, no mínimo, um mês sem registros de sintomas”, ela ressalta.

A professora ainda acrescenta que quem teve contato com alguém que testou positivo ou teve suspeita da infecção também deve esperar. Neste caso, o prazo é de 15 dias para garantir que também não tenha sido infectado.

LEIA TAMBÉM

Já as pessoas que tomaram a vacina precisam esperar períodos diferentes para doar sangue. O prazo depende da marca da vacina. 

Quem recebeu a Coronavac já pode fazer sua doação após 48 horas. Quem recebeu a Astrazeneca precisa espear, pelo menos, 7 dias. 

A espera vale tanto para a primeira, quanto para a segunda dose. E quem teve reações à vacina precisa de mais tempo ainda: 7 dias depois que todos os sintomas tiverem desaparecido.

O ideal, lembra a professora, é que os doares façam suas doações antes da vacina. Dessa forma, evita-se o prazo de “quarentena”.

Para doar sangue é necessário:

  • Ter boas condições de saúde;
  • Pesar mais de 50kg;
  • Ter entre 16 e 69 anos de idade (menores de idade devem levar formulário de autorização);
  • Evitar consumo de alimentos gordurosos por 4 horas antes do procedimento.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorQuem invadiu o espaço de quem? Entenda o dilema das capivaras nos parques
Próximo artigoFraudes em CNHs