Presidente do Peru classifica governo Maduro de ilegítimo e ditatorial

"Nós levantamos nossa voz de protesto para defender a democracia na América Latina"

Carlos Garcia Rawlins/Reuters

Em referência à posse do presidente venezuelano, Nicolás Maduro, o presidente do Peru, Martín Vizcarra, disse que um regime “ilegítimo e ditatorial” foi instalado na Venezuela. “Nós levantamos nossa voz de protesto para defender a democracia na América Latina”, disse o peruano na conta pessoal do Twitter.

Ontem (10) Maduro assumiu mais um mandato presidencial de seis anos para o período de 2019 a 2025. A reeleição do venezuelano é questionada pela Organização dos Estados Americanos (OEA) e o Grupo de Lima, assim como o Brasil.

Para o governo brasileiro, a OEA e o Grupo de Lima, a alternativa ideal é a Assembleia Nacional Constituinte da Venezuela (Parlamento), que é de oposição, assumir o poder e promover novas eleições.

O Peru vai convocar em consulta com o encarregado de Negócios na embaixada em Caracas para formalizar o protesto. O governo anunciou a proibição de entrada no país de Maduro, integrantes de seu governo e suas famílias.

 

*Com informações da Andina, agência pública de notícias do Peru.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorBolsonaro defende mudanças na legislação para combater a violência
Próximo artigoPrimeiro PPI da gestão atual concede à iniciativa privada 473 km no RS

O LIVRE ADS