Povo Paresi faz colheita experimental da soja preta em MT

Colheita foi feita na Terra Indígena Utiariti, que fica município de Campo Novo do Parecis

(Foto: Funai/Divulgação)

O Povo Paresi realizou a primeira colheita experimental de 35 hectares da soja preta na Terra Indígena Utiariti, município de Campo Novo do Parecis. O município fica a 397 km de Cuiabá.

A produção deve resultar em 700 sacas de sementes para o plantio da próxima safra, segundo a Fundação Nacional do Índio (Funai).

Esta variedade do grão foi desenvolvida pela Embrapa Milho e Sorgo (Sete Lagoas-MG), com suporte técnico de cultivo feito pela Embrapa Cerrados (Planaltina-DF) e Embrapa Arroz e Feijão (Goiânia-GO).

A área cultivada de grãos nas Terras Indígenas do povo Paresi equivale a quase 2% do território demarcado. São 6.620 hectares de lavoura, de um total de 1,422 milhão de hectares, em sua maioria, de vegetação de cerrado nativo.

LEIA TAMBÉM30

De acordo com o presidente da Copihanama, Ronaldo Zokezomaiake, a cultura mecanizada melhorou a qualidade de vida para o seu povo. “Conseguiu dar condições para os jovens se formarem em cursos técnicos e de nível superior em diversas áreas do conhecimento e permanecerem morando nas aldeias”, diz.

O presidente da Funai, Marcelo Xavier, citou o exemplo do Povo Paresi ao falar da importância dos projetos de etnodesenvolvimento nas Terras Indígenas.

“Isso traz 20 milhões de reais ao ano, beneficiando diretamente 2 mil famílias e representa 1,5% do território deles. Foi desempenhado em áreas degradadas. É absolutamente sustentável”, afirmou.

(Com Assessoria)

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anterior5 youtubers que te ensinam a fazer muito com pouco chocolate
Próximo artigoAtestado médico já pode ser enviado ao INSS pela internet

O LIVRE ADS