Polícia Civil prende suspeito e recupera 9 cabeças de gado furtadas em Colíder

No local, também foi encontrado um caminhão, de cor vermelha, possivelmente utilizado para fazer o transporte do gado

fórum

Nove cabeças de gado furtadas no último domingo (21), em Colíder (675 km ao Norte) foram recuperadas pela Polícia Civil, nesta quinta-feira (25), durante diligências na zona rural do município. A ação resultou na prisão em flagrante de Leonardo dos Santos, o “Gordinho”, pela prática de abigeato (furto de animais).

O crime ocorreu na madrugada de domingo (21), em uma fazenda, na Comunidade Santa Barbara, zona rural de Colíder, ocasião em que foram furtadas 20 novilhas da raça Angus. Desde o registro da ocorrência, a equipe de investigadores da Delegacia de Colíder realizava diligências ininterruptas com objetivo de esclarecer o crime.

Durante o trabalho investigativo, os policiais receberam informações de que alguns dos animais furtados estavam no sítio do suspeito, sendo encontrado na propriedade 9 cabeças de gado, produto do furto investigado. No local, também foi encontrado um caminhão, de cor vermelha, possivelmente utilizado para fazer o transporte do gado.

Foto: PJC-MT

Diante dos fatos, o suspeito foi conduzido a Delegacia de Colíder, onde interrogado pelo delegado Ruy Guilherme Peral da Silva, confessou a atuação no furto. Leonardo também é investigado por crime de roubo qualificado, ocorrido no ano de 2017, no município. Com base em todos os indícios, o delegado lavrou a prisão em flagrante do suspeito, assim como representou ao poder judiciário pela conversão da prisão em flagrante em preventiva.

Na quarta-feira (24), o suspeito Luiz Carlos da Silva, conhecido como “Biró ou Birózinho”, que trabalhava na fazenda de Leonardo teve dois mandados de prisão cumpridos (um por condenação e outro por preventiva) acusado da atuação em diferentes crimes. Ele também é investigado pela participação no furto dos gados.

“As diligências estão em andamento para identificar a participação de outros envolvidos, assim como do suspeito ‘Biró’ que era funcionário de Leonardo, no crime”, destacou o delegado.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorObesidade no país aumentou entre 2006 e 2018, diz pesquisa
Próximo artigoCriador da série Watchmen está aberto a participações do elenco do filme

O LIVRE ADS