Petrobras eleva preço da gasolina em 6% e do diesel em 5%

O reajuste é para as distribuidoras, mas isso não significa que não chegará às bombas dos postos de combustível

Marcelo Camargo/Agência Brasil

A partir desta sexta-feira (21) a gasolina estará 6% mais cara. O diesel, 5%. O anúncio foi feito pela Petrobras. Os novos preços serão cobrados nas distribuidoras, mas logo devem chegar às bombas dos postos de combustível.

De acordo com o levantamento semanal da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), entre os dias 8 e 15 de agosto, o preço médio da gasolina comum no país foi de R$ 4,23.

O diesel S-500 era vendido por R$ 3,36 e o etanol estava custando, em média, R$ 2,76. Preços repassados às distribuidoras, a partir das refinarias.

O valor final ao motorista depende do mercado, já que cada posto tem sua própria política de preços, sobre os quais incidem impostos, custos operacionais e de mão de obra.

“Nossa política de preços para a gasolina e o diesel vendidos às distribuidoras tem como base o preço de paridade de importação, formado pelas cotações internacionais destes produtos, mais os custos que importadores teriam, como transporte e taxas portuárias, por exemplo. A paridade é necessária porque o mercado brasileiro de combustíveis é aberto à livre concorrência, dando às distribuidoras a alternativa de importar os produtos”, explica, em nota, a Petrobras.

Segundo a companhia, a gasolina e o diesel vendidos às distribuidoras são diferentes dos produtos no posto de combustíveis. São os combustíveis tipo A: gasolina antes da sua combinação com o etanol e diesel sem adição de biodiesel.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.
FONTEAgência Brasil

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anterior30 dias de fogo: incêndio no Pantanal já queimou 380 mil hectares de vegetação
Próximo artigoICMBio: presidente é exonerado