Pedágio à vista

Sete trechos de rodovias estão sob a mira do Governo de MT

(Foto: Meneguini/Gcom-MT)

O Governo de Mato Grosso deve privatizar mais sete trechos de rodovias no Estado. No total, cerca de 1,3 mil quilômetros devem ser entregues em concessões, duas delas previstas para ocorrer já neste início de ano.

É o caso da MT-130. No trecho que liga Primavera do Leste a Paranatinga, serão entregues a iniciativa privada 140,6 quilômetros de rodovia. Já de Nova Olímpia a Tangará da Serra, serão 233,2 quilômetros.

As outras cinco concessões previstas ainda estão em fase planejamento e estudo de viabilidade.

  • MT-220, que liga Sinop a Tabaporã
  • MT-240/326, de Água Boa a Cocalinho
  • MT-020, de Paranatinga a Canarana
  • MT-010/246, de Cuiabá a Rosário Oeste
  • MT-100, de Barra do Garças a Alto Araguaia

Em 2019, duas estradas estaduais foram entregues à iniciativa privada, o que culminou em investimentos na ordem de mais de R$ 160 milhões.

A MT-320/MT-208 e a MT-100 são frutos do leilão realizado na Bolsa de Valores de São Paulo (B3), que ocorreu em fevereiro de 2018.

Juntas, as duas estradas somam aproximadamente 300 km de trechos sob concessão que passam por cinco municípios de duas diferentes regiões mato-grossenses.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCheque especial: bancos agora podem cobrar mais uma taxa na sua conta
Próximo artigoO que a esquerda continua não entendendo sobre a ministra Damares