PEC põe fim ao voto secreto para cassação de deputados e indicação ao TCE

Deputado Wilson Santos (PSDB) diz que mudança contribui para adequar atos da Assembleia ao combate às fake news

(Foto: reprodução/Marcos Lopes/ALMT)

Projeto de lei do deputado estadual Wilson Santos (PSDB) propõe tornar aberta a votação na Assembleia Legislativa para a escolha de conselheiro ao Tribunal de Contas do Estado (TCE), vetos do governo e cassação do mandato de parlamentares. 

As alterações estão previstas na Proposta de Emenda à Constituição (PEC) nº 4/2021 protocolada nesta semana. Conforme o deputado, a extinção do voto secreto para esses atos adequaria o regimento interno da Assembleia Legislativa às normativas de combate às informações falsas (fake news). 

Ele também cita as mudanças em vigor desde 2013 na Câmara Federal e no Senado. A emenda constitucional nº 76 determina que as votações de cassação mandato e de vetos da Presidência República tenham publicação com a identificação dos votantes. 

“Mais do que atual pela repercussão na opinião pública, urgente e inadiável a abolição do voto secreto nas decisões do Poder Legislativo. Pode-se afirmar, sem risco teórico, que o princípio da representatividade popular é incompatível com a votação secreta, impondo ao representante a transparência de seus atos”, afirmou. 

A Assembleia Legislativa faz resistência à suspensão do voto secreto. Vários projetos já entraram em análise, mas a tramitação é travada ou a proposta rejeitada.

Em 2019, os deputados estaduais aprovaram em primeira votação um projeto de resolução de Ulysses Moraes (PSL) que colocava fim ao voto secreto na eleição para a Mesa Diretora.  

Porém, a tramitação para votação em segunda votação em plenário travou. O projeto está parado na Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) desde abril de 2020.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorIdosa de 84 anos entra sozinha em represa próxima a lar de idosos e morre afogada
Próximo artigoAgora é Olacyr de Moraes