Patente cai, salário fica

Zaqueu é condenado, mas aposentadoria é mantida

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

O coronel aposentado Zaqueu Barbosa, ex-comandante da Polícia Militar, pode perder a patente, por determinação da Justiça. Apesar disso, seu salário, de R$ 31,1 mil, permanece sendo pago de forma integral.

Zaqueu foi condenado pela Justiça Militar nessa quinta-feira (7) pelos crimes de agir sem comando, falsificação de documento público e falsidade ideológica. O caso é uma das ações envolvendo o esquema de escutas ilegais conhecido como Grampolândia Pantaneira.

Segundo o juiz Marcos Faleiros, Zaqueu deve ser rebaixado para tenente-coronel. No entanto, a decisão é do Tribunal de Justiça de Mato Grosso.

Conforme seu advogado, Francisco Monteiro Rocha Junior, o caso deve levar anos de tramitação, já que cabe recurso. Ele também acredita que é possível que o ex-comandante não seja rebaixado.

Sobre o salário, a defesa comentou: “Não altera em nada, ele já é aposentado. E ele contribuiu para se aposentar com esse salário. Nada mais justo”.

LEIA TAMBÉM 

Todo mês Estado tira R$ 115 milhões “do próprio bolso” para pagar aposentadorias, diz Mauro

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

O LIVRE ADS