Padrasto seduz enteada e leva adolescente a dizer que estupros eram consensuais

À polícia, a adolescente disse que consentia com as relações com o padrasto, mas, devido à idade dela, ele foi preso por estupro de vulnerável

Imagem ilustrativa

A mãe de uma adolescente de 14 anos procurou a polícia nesse domingo (30) após descobrir que seu marido, de 30 anos, vinha abusando de sua filha, enteada dele.

A mãe descobriu o que vinha acontecendo depois que o irmão da adolescente, um menino de nove anos, flagrou a irmã e o padrasto deitados na cama trocando beijos e carícias e contou para a mãe.

Ela acionou a polícia imediatamente e uma equipe a Polícia Militar foi até a casa da família, no Bairro Jardim Florianópolis, em Cuiabá.

Os policiais conversaram com a adolescente, que disse que ficava com o padrasto de forma sexual e consensual, e que isso vinha ocorrendo há mais de um ano.

O suspeito foi preso e encaminhado para a Central de Flagrantes de Cuiabá, acusado de estupro de vulnerável, visto que, devido à idade da menina quando os abusos começaram, ela não tinha capacidade para consentir.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSTF aguarda manifestação da PGR para decidir se conselheiros serão reintegrados ao TCE
Próximo artigoLíder indígena: Raoni volta a ser internado e testa positivo para covid-19