Operação investiga quadrilha que simulava roubos para aplicar golpes em seguradoras

Operação apura crimes de estelionato, receptação, uso de documento falso, adulteração de sinal identificador de veículo e comunicação falsa de crime

Uma quadrilha especializada em aplicar golpes contra seguradoras de veículos foi alvo da operação Apáte, deflagrada nesta sexta-feira (23) pela Polícia Civil. A Delegacia Especializada de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos (DERRFVA) cumpriu seis mandados de busca e apreensão.

Ao todo, foram apreendidos quatro veículos, três caminhonetes e uma motocicleta e ainda, foi efetuada prisão de uma pessoa em flagrante pelo crime de receptação.

Segundo as investigações, o grupo simulava crimes de roubos e furtos, recebendo remuneração ilícita do valor do contrato de seguro e adulterando posteriormente os veículos (dublê). Sendo assim a operação apura crimes de estelionato, receptação, uso de documento falso, adulteração de sinal identificador de veículo e comunicação falsa de crime.

Os delegados, Gustavo Garcia Francisco (titular da DERRFVA) e Arnon Osny Mendes Lucas (responsável pelas investigações), estão à frente dos trabalhos que contou com o efetivo de 23 policiais, sendo 16 investigadores, três escrivães e quatro delegados.

Nome da operação: Apáte, na mitologia grega era um espírito que personificava o engano, o dolo e a fraude.

(Com assessoria)