Nilson Leitão: conheça os candidatos ao Senado por MT

Com longa carreira política, passando por vários cargos públicos, Leitão diz que tem mais a contribuir com sua experiência

Ele foi candidato na eleição de 2018, mas ficou na quinta posição, interrompendo uma sequência de troca de cargos iniciada em 1998, aos 26 anos de idade. Agora, Nilson Aparecido Leitão (PSDB), 51 anos, voltará a disputar uma vaga no Senado, após a primeira vacância em 25 anos carreira pública.

Sua primeira eleição ocorreu em Sinop (500 km de Cuiabá) para o cargo de vereador. No ano seguinte, concorreu para deputado estadual e conseguiu se eleger. Na eleição seguinte, teve votos suficientes para assumir a prefeitura do município, onde ficou de 2001 a 2008.

O auge da carreira política ocorreu entre 2011 e 2018, anos em que exerceu o cargo de deputado federal. Em um dos pleitos, conseguiu 10% do total de votos para o cargo.

Mas Leitão foi surpreendido pela derrota na campanha de 2018 para o Senado.

Com perfil de “político profissional”, ele diz que não vê sua biografia como fator negativo e que teria a contribuir mais com experiência do que como resistência à renovação.

“A história da velha e nova política foi um marketing que deu muito certo e elegeu muita gente, mas sem qualquer experiência. Não existe isso de políticas, existe a boa e má política, e a boa política precisar contar com a experiência”, ele defende.

A carreira em âmbito nacional despertou interesse para Contabilidade e para a relação diplomática, o que o levou a cursar Relação Internacional, de olho no trabalho estrangeiro que o cargo no Congresso pode demandar.

No âmbito interno, as atuações em defesa do agronegócio tiveram mais repercussão e levaram a associação de sua imagem ao setor produtivo de pujança no Brasil.

Mas ele contesta esse perfil. Diz que iniciou sua carreira na política por causa da liderança no segmento esportivo em Sinop, que já participou de trabalhos relacionados à assistência social e combate à desigualdade socioeconômica e foi um dos que articulou o aumento de vagas no curso de Medicina da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT).

“Me despojando da modéstia, eu sou um político completo, já atuei em várias frentes, e se participei do agronegócio, é porque meu Estado é do agro”, pontuou.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

  1. Candidato Nilso leitao , até gostaria de dar o meu voto em vc o problema é que você vota de acordo com orientação do seu partido psdb ,que é oposição ao presidente aja visto que o cacique maior e cerebro do psdb fhc é radicalmente contra o presidente da republica um socialista petista e pisolista.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anterior“Acabei com a Lava Jato porque não tem corrupção no governo”, diz Bolsonaro, ironizando imprensa
Próximo artigoRecurso em caixa