MT registra terceira apreensão de materiais do Jogo do Bicho em três dias

Gerência da PJC encontrou mais uma central de jogatinas por meio de denúncias

Foto: Divulgação

Doze máquinas de apostas do Jogo do Bicho foram apreendidas pela Polícia Civil na manhã desta quinta-feira (12), em Cuiabá. Este já é o terceiro caso envolvendo a jogatina ilegal registrado em Mato Grosso em menos de três dias. Das ocorrências, duas foram registradas na Capital.

Na ação desta quinta-feira, a Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO) apreendeu dezenas de tabelas de bicho e outros materiais relacionados a aposta no bairro Campos Elízios, na Capital, após receberem denúncias sobre a central do Jogo do Bicho.

Foto: Divulgação

No local, os agentes encontraram os suspeitos identificados como A.C.S, de 41 anos, e A.C, de 32. Segundo a Polícia Civil, A.C.S seria o proprietário do ponto de apostas.

Além dos materiais da jogatina, a polícia ainda encontrou diversas trouxinhas de entorpecentes de posse do segundo suspeito, A.C, que, além de responder a um Termo Circunstanciado de Ocorrência, que é realizado para crimes com menor potencial ofensivo, como é o caso do Jogo do Bicho, ele ainda vai ser autuado por tráfico de drogas.

Aumento de ocorrências
Só na capital, este é o segundo caso de apreensão de materiais relacionados a jogatina ilegal em apenas dois dias. Na terça-feira, a GCCO conduziu três pessoas por estarem envolvidas com o Jogo do Bicho. Na ocasião, os agentes chegaram ao grupo por meio de uma denúncia de central de clonagem de cartões. O proprietário do ponto, porém, negou a denúncia mas confessou a jogatina. Eles também deverão assinar um TCO.

A ação da terça-feira aconteceu em três pontos do centro de Cuiabá e resultou na apreensão de 48 máquinas eletrônicas de apostas. Também foram recolhidos diversas anotações, dentre as quais o nome do filho de João Arcanjo Ribeiro aparece escrito. Talões de aposta, dinheiro e um caderno de resultados também foram levados.

Na quarta-feira (11), dois homens foram presos no interior de Mato Grosso suspeitos de comandar a exploração do jogo nos municípios de Barra do Bugres e Nova Olímpia. Com eles foram apreendidas 50 cartelas e cinco máquinas de apostas.

Para o delegado da GCCO, Luiz Henrique Damasceno, há uma tranquilidade por parte daqueles que cometem o crime em razão da baixa classificação do ato, que é considerado apenas uma contravenção penal.

Leia mais

Homens são presos com cartelas e máquinas do jogo do bicho

Ponto de Jogo do Bicho fechado pela PJC tinha anotações com nome de filho de Arcanjo

Polícia fecha três pontos de jogo do bicho em Cuiabá e apreende 48 máquinas de cartão

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCampeonato de tiro reúne mais de 300 atletas em Cuiabá
Próximo artigoO que tenho a oferecer

O LIVRE ADS