Mini empresária amplia negócio de slimes e passa a fazer workshops em eventos

Além das slimes já prontas, agora ela também vende os quites para fazer em casa e dá oficinas sobre a fabricação do produto

Desde que o LIVRE contou a história de Maria Fernanda Filla, a empresa de slimes da pré-adolescente, de 12 anos, se tornou um sucesso, ao ponto de ela chegar a vender 150 slimes em um único dia. E o segredo, além da qualidade de seus produtos, é a persistência e a capacidade que “Mafê” tem de inovar.

Atualmente, além das slimes já prontas, com várias cores, cheiros e texturas, Maria Fernanda também vende kits para que o cliente faça sua própria slime em casa e dá oficinas em eventos e aniversários, ensinando o passo-a-passo da fabricação dos produtos.

A história de sucesso da mato-grossense começou aos 10 anos, quando ela teve o insight de começar a vender massinha de modelar aos colegas da escola, em Sinop (500 km de Cuiabá). A aceitação das crianças foi tão boa, que Maria buscou melhorar cada vez mais a receita, até chegar a truques únicos, que a fizeram criar a slime perfeita.

“Eu comecei vendo um vídeo de uma mulher e, desde então, eu só fui evoluindo, até chegar na qualidade que entrego hoje. Meu grande diferencial é meu ativador, porque a receita dele eu não vi nenhuma pessoa fazendo igual”, disse Maria Fernanda ao LIVRE.

 

Visualizar esta foto no Instagram.

 

Quem aí gosta de relaxar com uma boa textura???

Uma publicação compartilhada por s͜͡l͜͡i͜͡m͜͡e͜͡ l͜͡u͜͡f͜͡f͜͡ (@slimes_luff) em

A mais nova de quatro irmãos, em uma família em que o pai e três filhos são empresários, Maria teve a quem puxar e, mesmo novinha, administra a empresa sozinha. Antes, até mesmo na produção não aceitava ajuda, porém, como a demanda cresceu, precisou contratar uma pessoa.

Depois do grande “boom”, a pré-adolescente quis melhorar ainda mais seus produtos e, agora, utiliza materiais importados, inclusive as embalagens em acrílico, que têm vários formatos e chamam a atenção dos clientes.

Quando conversou com o LIVRE, em agosto, ela disse sonhar em ser uma grande empresária e que queria abrir seu próprio negócio. A mãe dela, Márcia Filla, contou que o primeiro passo já foi dado, a menina agora tem sua microempresa aberta.

Se depender do foco e da força de vontade da pré-adolescente, o futuro de sucesso está mais do que garantido. Somente nesta semana do Dia das Crianças, Maria Fernanda tem três eventos em comemoração ao dia 12 de outubro, além de dois aniversários em que fará oficinais de slimes, no final de semana.

Ela divulga os produtos e os eventos no perfil oficial da Slimes Luff no Instagram. Quem quiser conhecer um pouco mais sobre a mini empresária mato-grossense e sobre seu trabalho, basta clicar AQUI.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorSupremo confirma estabilidade para trabalhadoras gestantes
Próximo artigoIdoso que ficou cego e sofreu AVC é resgatado com ferimentos e vivendo entre fezes