“Minha memória se apaga vagarosamente”, escreve Silvio Santos, aos 89 anos, em relato; confira

Silvio revela que sua memória está frágil em prefácio de livro

(Foto: Alan Santos / PR)

Silvio Santos, ícone da TV brasileira agora com 89 anos, revelou mais sobre a condição de sua saúde em um relato emocionante, bastante íntimo.

A carta, divulgada por seus familiares nas redes sociais, foi escrita para o prefácio do livro “Sonho sequestrado”, de Marcondes Gadelha.

O livro se trata da história da candidatura de Silvio Santos à presidente do Brasil em 1989. Na época, Gadelha era o vice em sua chapa. A carta foi escrita em julho de 2020, uma troca de carinho entre amigos de longa data.

Confira:

“Como muitos de meus órgãos, incluindo o óbvio, que não funciona há muito tempo, minha memória a cada dia que passa vai se apagando vagarosamente. Este seu livro me lembra de acontecimentos que eu já tinha esquecido e me deixa emocionado a cada página que leio.”

Ainda no prefácio, ele comenta que acreditava estar preparado para ser o presidente do país, que faria escolhas que enriqueceriam pessoas de origem humilde. Mas ele também se questiona se a vida política teria sido a melhor opção para a vida pessoal e também de sua família.

Recentemente, Silvio foi diagnosticado com Covid-19 e ficou internado por poucos dias no hospital até receber alta.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorJovem vai a abrigo para adotar cão e acaba encontrando sua cadela perdida há 10 meses
Próximo artigoInflação pode frear expectativa de consumo dos cuiabanos