Mãe acorda e flagra marido molestando a própria filha

Criança contou à mãe que não era a primeira vez que o pai cometia o abuso

Imagem ilustrativa

A mãe de uma menina de cinco anos, uma mulher de 38 anos, denunciou seu marido, de 29 anos, após flagrá-lo abusando de sua filha, também filha dele, na cama em que ela estava dormindo ao lado dele.

O caso aconteceu no Bairro Nova Fronteira, em Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá).

A mãe convive com o suspeito desde 2011 e, dessa relação, tiveram uma filha. Eles chegaram a ficar um tempo separados, mas reataram o relacionamento.

Na madrugada dessa sexta-feira (14), porém, ela estava dormindo com o marido e a filha dos dois na mesma cama e, quando acordou, flagrou o marido abusando da filha deles.

O pai havia afastado a calcinha da filha e estava passando a mão no órgão genital da criança.

A mãe questionou o que ele estava fazendo e ele disse que, dessa vez, não havia feito nada, mas que já havia feito anteriormente.

Ela conversou com a menina, que disse que não era a primeira vez que o pai a molestava e que ele aproveitava que a mãe tomava remédios para dormir e, nesses momentos, cometia os abusos.

A mãe acionou a polícia, denunciou o ocorrido e uma equipe da Polícia Militar saiu em busca do suspeito.

Ele foi encontrado ainda nessa sexta-feira, preso e encaminhado para a Central de Flagrantes de Várzea Grande. A mulher também foi encaminhada para a delegacia, para registrar a ocorrência.

A criança ficou sob os cuidados de familiares, devido a seu estado emocional abalado.

LIVRE produziu um manual para você saber como agir, caso tenha sido vítima ou testemunha de um crime sexual:

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

  1. Nojo!
    Só existe duas soluções para esses tipos de raça ruim, uma é prisão perpétua e a outra é ser condenado a morte. Não há outra solução para esses tipo de indivíduos!
    Porque não mudam as leis? Quanta crueldade vem acontecendo com nossos inocentes que deveriam ser protegidos e não são.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorIncêndio no Pantanal: OAB-MT cobra ações de resgate aos animais
Próximo artigoTia é denunciada por deixar sobrinhos sem comer e fazê-los dormir de joelhos