Ligações para o CVV quadruplicaram nos últimos dias em Cuiabá

A preocupação com o coronavírus é o principal motivo

A pandemia do coronavírus mudou a vida de quase todos os brasileiros e trouxe para muitos uma rotina de incertezas, dificuldades e medo. Resultado disso é que o Centro de Valorização à Vida (CVV) passou a receber quatro vezes mais ligações que o normal.

“As ligações quadruplicaram. Vêm, principalmente, de pessoas preocupadas com a pandemia”, contou Alessandro Bello, presidente da entidade mantenedora do CVV, a Fraternidade de Apoio à Vida (FAV).

Ele lembra: apesar do coronavírus e do isolamento social, a instituição continua ativa e com total disponibilidade para ouvir a todos.

No período de isolamento por causa do coronavírus, aliás, os voluntários também podem ter acesso remoto ao sistema.

“Disponibilizamos link para os voluntários, aqueles que integram o grupo de risco, fazerem os plantões em sua residência, mantendo todos os critérios e qualidade do CVV Posto”, disse.

A ideia é que os voluntários possam continuar ajudando em segurança, evitando sair nas ruas nesse momento em que as ligações estão ainda mais constantes.

LEIA TAMBÉM

A entidade segue em atendimento normal, auxiliando quem precisa de ajuda em meio à pandemia

CVV

O Centro de Valorização à Vida é uma instituição que, com apoio emocional, tem salvado milhares de pessoas anualmente, chegando a receber 2 milhões de ligações por ano em todo Brasil. A sede em Cuiabá tem 28 anos.

Os atendimentos podem acontecer por ligação (o mais conhecido), presencial (nas sedes espalhadas pelo Brasil), através de um chat, Skype, e-mail, cartas e através do CVV comunidade.

A pessoa que precisa de ajuda pode procurar os voluntários através desses meios de comunicação e receber o atendimento de forma totalmente anônima e sigilosa. Os voluntários estão sempre apostos para ouvir, ajudar e apoiar e o solicitante não precisa nem mesmo dizer seu nome.

Quando uma pessoa liga no número 188 – cuja ligação é gratuita, pode ser feita de qualquer canal (celular, telefone fixo, orelhão) e funciona em território nacional – ela pode cair em qualquer ramal de 18 estados do Brasil.

Se você estiver precisando de ajuda, ligue 188.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCoronavírus em MT: Seis casos são confirmados; estado tem aumento de 187% em quadros suspeitos
Próximo artigoSolidariedade: motorista de app transporta profissionais da saúde de graça

O LIVRE ADS