Homens pedem ajuda à polícia após descobrirem boato de que têm aids

Os dois temem perder os empregos e sofrer represálias de amigos e familiares devido ao falso boato

Imagem ilustrativa / Pixabay

Dois homens, de 23 e 42 anos, procuraram a polícia em Várzea Grande (região metropolitana de Cuiabá) nessa segunda-feira (17) e registram um boletim afirmando que alguém criou um perfil falso e vem dizendo que os dois são portadores de HIV e estão passando o vírus da aids para outras pessoas.

Temendo perder os empregos e sofrerem represálias de amigos, os dois pediram ajuda da polícia para que seja tomada alguma providência contra o boato que está sendo espalhado.

Segundo as vítimas, que já tiveram um relacionamento, alguém criou um perfil falso em uma rede social e começou a mandar mensagens para seus contatos dizendo que os dois são portadores de HIV.

Eles ficaram sabendo das mensagens porque um amigo recebeu a mensagem e enviou aos dois. Depois desse primeiro amigo, vários outros vieram contar também terem recebido a mensagem por WhatsApp e Instagram.

As vítimas disseram não ter certeza, mas desconfiam de quem possa ser a pessoa por trás do boato.

O homem de 42 anos afirmou estar muito preocupado, porque o suspeito enviou mensagens inclusive para sua família e para seu trabalho. E que ele fez exames e pode provar não ser portador do vírus.

O caso foi registrado como injúria, calúnia e ocorrência de natureza diversa.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorPreços caindo?
Próximo artigoPrefeitura “esquece” deficientes em processo seletivo e é obrigada a demitir 400 contratados

O LIVRE ADS