Homem leva crianças para casa e oferece bombons e R$ 4 para tocar o corpo delas

Ele foi preso em flagrante por uma equipe da Polícia Militar, que o encontrou ainda na companhia das meninas

Imagem ilustrativa

Um homem de 54 anos foi preso na madrugada desta quinta-feira (23), em Campo Verde (130 km de Cuiabá), acusado de levar duas crianças de oito e 12 anos para casa dele e oferecer bombons e R$ 4 para tocar o corpo delas.

O caso foi descoberto quando uma equipe da Polícia Militar fazia rondas pela cidade e viu um homem em uma bicicleta, demonstrando estar procurando algo.

A ação chamou a atenção dos policiais, visto que era por volta de 1 hora da madrugada. Ao se aproximar, a equipe notou que próximo a ele, em um contêiner, havia uma movimentação e foi até o local para ver o que estava acontecendo.

Os militares se depararam com duas crianças escondidas. Ao perguntarem às meninas o motivo de estarem no local naquele horário, elas se mostraram bastante preocupadas e apreensivas, mas começaram a relatar o que havia acontecido.

Segundo as meninas, elas estavam andando na rua quando o suspeito as convidou para ir até a casa dele, onde ele mora sozinho.

Na residência, ele ofereceu bombons e quatro reais às duas para que, em troca, elas permitissem que ele tocasse nelas.

A menina mais velha não sofreu nenhum abuso, mas presenciou o suspeito abrir o short e tocar todo o corpo da criança de oito anos.

Questionadas, a princípio elas negaram que tenha ocorrido conjunção carnal. Porém, quando os policiais insistiram na pergunta, elas demonstraram desconforto em falar sobre o assunto e a equipe resolveu não mais insistir.

O Conselho Tutelar foi acionado e ficou responsável pelas crianças.

O suspeito foi preso e confirmou ter levado as meninas para sua casa, onde permaneceu com elas por um período, mas negou-se a informar o que teria acontecido dentro da casa.

Durante o registro do boletim, ele não apresentou documentos pessoais e ainda tentou mentir sobre seus dados. Ainda assim, ele foi autuado por estupro de vulnerável.

O LIVRE produziu um manual para você saber como agir, caso tenha sido vítima ou testemunha de um crime sexual:

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorLadrões invadem agência dos Correios, fazem reféns e acabam rendidos pela PM
Próximo artigoMisael quer shoppings abertos