Ginástica cerebral: idosos reavivam a mente e recuperam as rédeas da própria vida

Quando a memória começa a falhar, é hora de "malhar" a mente e promover a reabilitação cognitiva

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre )

As memórias começam a falhar nas coisas corriqueiras, mas tudo parece normal. Até que um dia, algo realmente marcante acontece e mostra que o cérebro está precisando de atenção. Assim foi com a educadora Marina Marques de Arruda, 62.

Ela olhou para o rosto do filho e perguntou: “qual é seu nome mesmo?” As letras se embaralharam na cabeça dela e a palavra não saia. Um susto para quem estava próximo e um sentimento de impotência para ela.

Aquele momento foi um divisor de águas na vida da professora, que carrega consigo uma tatuagem de girassol no braço para lembrá-la que está sempre de frente para luz e de costas para escuridão.

Conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), o Brasil tem cerca de 29 milhões de pessoas com mais de 60 anos. Desse total, 2 milhões sofrem de algum tipo de demência, sendo que de 40% a 60% são vítimas de Alzheimer em algum estágio.

Diante da estatística, Marina resolveu buscar a luz e ir atrás do tratamento, que inclui um trabalho multidisciplinar e ginástica cerebral.

Educadora Mariana Marques de Arruda diz que já teve resultados com ginástica cerebral (Foto: Ednilson Aguiar/O Livre )

A novidade

“Minha sobrinha ficou sabendo da existência de ginástica cerebral. Eu achei que eram só jogos e não estava muito firme. Mas, como sempre enfrento as situações, vim e me surpreendi”, afirma a educadora.

Sem pesos e acompanhada de cadernos e jogos, Marina seguiu para as aulas, que faz uma vez por semana, e diz que já teve resultados. Eles foram percebidos pela psicóloga dela, que de cara notou aumento da confiança e da autoestima.

“Logo que percebi que não estava bem, fiquei com um sentimento ruim. Tinha receio de ficar encostada e também me culpava por não ter percebido antes”, relembra a educadora.

Empresa tem turmas específicas para idosos que buscam reabilitação cognitiva (Foto: Ednilson Aguiar/O Livre )

Com o passar do tempo, Marina disse que percebeu uma melhora no raciocínio e também está recuperando aos poucos a agilidade nas respostas.

Entre os exercícios habituais, estão os indicados para desenvolver criatividade, autoestima, habilidades cognitivas, raciocínio lógico e memória. O proferido dela é o ábaco, uma espécie de aparelho de cálculos matemáticos.

LEIA TAMBÉM

Sonhos

Marina já tem os próximos passos traçados. Agora é retomar o projeto de doutorado, viajar com a família e aproveitar a vida ao máximo.

Esse tipo de reação é comum a grande parte dos idosos que buscam a ginástica cerebral. diretora da unidade do Supera – Ginástica Cerebral localizada no bairro Jardim das Américas, em Cuiabá, Cristiane Gomes explica que algumas turmas chegam a montar grupos para atividades fora da escola.

Antes da pandemia, eles frequentemente se reuniam em festas e viagens. Também é perceptível o aumento da confiança e que eles deixam de ser cuidados para retomarem os cuidados com a família.

Ganham autonomia e reassumem seus lugares e atividades diante dos parentes e amigos.

Cristiane Gomes explica que metodologia vem acompanhada de acolhimento (Foto: Ednilson Aguiar/O Livre )

“A maior parte chega indicado e, muitas vezes, com quadros de demência, tristeza e até mesmo depressão. Toda situação vem acompanhada do medo de ficarem dependentes”, relata Cristiane.

Indicações

Segundo Cristiane Gomes, a ginástica cerebral é indicada por muitos geriatras para a reabilitação cognitiva do paciente e acaba atingindo outros níveis da vida das pessoas, como as relações emocionais.

Além das atividades propostas, a escola se preocupa em oferecer, antes de tudo, acolhimento, motivação e orientação constante para que o idoso seja encaixado no grupo certo e tenha um acompanhamento de seus avanços.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorGuarda Municipal de VG atua na escolta e segurança das seleções da Copa América
Próximo artigoMinistro Queiroga em Cuiabá