Funcionárias denunciam loja de roupas que as obriga a fazer agachamentos e pagar multas, caso engordem

Um emprego digno de pesadelos

A obsessão pela forma física “perfeita” tem arruinado a autoestima de diversas mulheres, porém o problema se torna mais grave quando isso afeta a própria relação de trabalho.

Foi o que aconteceu em um caso muito esquisito em Cingapura com as vendedoras da loja Southaven que se reuniram para denunciar as práticas abusivas do estabelecimento contra elas.

As funcionárias afirmam na denúncia que eram obrigadas a fazer agachamentos e pagar multas caso engordassem. O controle era mantido semanalmente com fotos delas se pesando em balanças caseiras.

Segundo o jornal China Press, as funcionárias têm entre 20 e 27 anos e precisavam atualizar seu peso regularmente em um grupo chamado Fat Club (Clube das Gordas, em tradução livre).

Toda  vez que engordava, ou sofriam descontos no salário ou eram obrigadas a trabalhar no estoque da loja para que nenhum cliente pudesse vê-las.

Além da vigilância de peso, elas também eram punidas com multas por inúmeras “infrações” que cometiam no interior da loja, como deixar de tapar a caneta, não levar as roupas para os provadores no tempo estipulado, esquecer de abastecer ou desligar a chaleira elétrica, abrir as portas sem usar as maçanetas ou esquecer de trancar a caixa registradora.

As multas variam entre R$ 1,40 e R$ 6,25, que saíam do salário antes mesmo que elas pudessem ver.

Outro abuso denunciado era que as vendedoras também eram obrigadas a pagar jantares finos aos melhores funcionários do mês com o próprio dinheiro, além de trabalharem 12 horas por dia sem direito a bonificação de horas extras.

Em nota, a loja Southaven respondeu às denúncias afirmando que a culpa do ocorrido é das próprias funcionárias que aceitavam participar das dinâmicas sem serem obrigadas. Afirmaram que a prática dos agachamentos era uma forma de conferir mais “confiança às funcionárias que não cumpriam seus objetivos ou não batiam as metas”.

As autoridades estão apurando o caso.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAvião com senador Ciro Nogueira sofre pane durante volta do México
Próximo artigoPeixoto de Azevedo: Justiça cassa mandato de prefeito e vice no interior de MT