Flor robótica em 3D? Conheça essa e outras 6 inovações que reduzem problemas ambientais

A diminuição de abelhas alcança níveis preocupantes... veja só a engenhoca criada para tentar contornar o problema

O foco na importância em preservar o planeta cresce cada vez mais em face aos problemas ambientais também crescentes. Diante desse quadro, surgem frequentemente inovações tecnológicas que buscam oferecer soluções diversas para conter a degradação ambiental e conscientizar a população mundial. Reunimos abaixo 7 exemplos que buscam beneficiar o planeta, afinal ele é a nossa casa e precisa ser cuidado. Confira!

Flores robóticas em 3D

A morte de abelhas aumenta em níveis preocupantes no planeta. Doenças, uso de pesticidas e mudanças climáticas são algumas das principais causas. A diminuição de abelhas traz impactos muito sérios, pois são elas que mantêm as plantas polinizadas. Para tentar contornar o problema, o artista Michael Candy projetou o método de polinização artificial chamado Synthetic Pollenizer. Com flores robóticas impressas em 3D os insetos são atraídos e a fecundação das plantas acontece com segurança.

SYNTHETIC POLLENIZER from michael candy on Vimeo.

Software para gerenciamento de resíduos sólidos

A empresa brasileira VG Resíduos criou um software online especializado em gestão, compra e venda de resíduos. Segundo Guilherme Gusman, sócio da empresa, “o nosso propósito como aceleradores do desenvolvimento sustentável é incentivar cada vez mais o reuso, através do desenvolvimento de novas tecnologias de reaproveitamento de resíduos, ferramentas de controle e gestão de resíduos e conscientização”. O software conecta geradores a tratadores homologados, incentivando destinações limpas e melhorando a eficiência das empresas na gestão de resíduos.

LEGO biodegradável

O plástico é um dos principais problemas encontrados no lixo. Esse material, encontrado também em brinquedos, permanece séculos em aterros sanitários e chega a durar milhares de anos nos oceanos, afetando o ecossistema. A LEGO, gigante da indústria mundial de brinquedos, lançou uma linha de peças biodegradáveis, idênticas às tradicionais, só que sustentáveis.

Fazendas solares flutuantes

A empresa japonesa Kyocera criou duas fazendas solares flutuantes. A primeira gera 1,7 MWh (megawatts/hora), e a segunda gera 1,2 MWh, com capacidade para abastecer centenas de residências. Além de evitar a perda de água pela evaporação, aproveitando o recurso, os painéis solares produzem mais energia por conta do efeito de resfriamento.

Biocombustíveis

O Brasil conta com uma significativa produção de etanol, combustível produzido a partir da cana de açúcar. Hoje o país conta com mais de 400 usinas sucroalcooleiras, com uma produção que anula o CO2 emitido, evitando a poluição do ar.

Árvore de painéis solares

A árvore artificial aTree, criada por engenheiros israelenses, é capaz de captar a luz solar por meio de receptores instalados em sua estrutura, produzindo energia suficiente para alimentar portas USB, roteadores Wi-Fi e equipamentos de refrigeração de água.

Abastecimento inteligente

Pesquisadores brasileiros criaram um sistema inteligente que reduz o tempo de calibração para fornecimento de água de 12 horas para 26 minutos. Com uma calibração mais eficiente, é possível localizar e resolver vazamentos e diminuir o desperdício de água. O método utiliza técnicas de redes neurais artificiais combinadas com algoritmos genéticos.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

O LIVRE ADS