Exportação do agronegócio sobe 20% no primeiro semestre

Soja e carne bovina lideraram o comércio internacional, impulsionadas pela alta no preço na dos insumos no primeiro semestre

Tânia Rêgo/Agência Brasil

A alta no preço das commodities (bens primários com cotação internacional) fez as exportações do agronegócio aumentar 20,9% no primeiro semestre de 2021 em relação ao ano passado.

Em valores, as vendas subiram de US$ 50,9 bilhões para US$ 61,5 bilhões, conforme o Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). 

O principal destaque foi a soja, cujo valor exportado aumentou 25,3% nos seis primeiros meses do ano. O crescimento foi motivado pelo preço, que aumentou 27%. O volume exportado caiu 2,2% de janeiro a junho. 

Outro produto que impulsionou as exportações do agronegócio foi a carne (bovina, suína e de frango). O valor exportado aumentou 25,3% no primeiro semestre, com a quantidade subindo 17,3%. Mato Grosso é líder na produção dessas commodities. 

Com 39% do valor exportado, a China continua o principal destino das vendas do agronegócio brasileiro. Em seguida, vêm União Europeia (14,5%) e Estados Unidos (6,4%).  

Em relação ao primeiro semestre de 2020, os três mercados aumentaram as compras do agronegócio, com alta de 20,1% para a China, 16,5% para a União Europeia e 30,2% para os Estados Unidos. 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCovid: diário da vacina #51
Próximo artigoCefaleia: o mal que atinge 80% das crianças e adolescentes no Brasil