Espaço Mosaico: Amauri Lobo celebra a contracultura cuiabana da década de 80

O espaço cultural ganha ares característicos da Cuiabá à época, com a performance do músico e personagem da geração

Bazar do Aluguel do "bando" Caximir, na Praça da República, 1987 (Foto: arquivo pessoal/Amauri Lobo)

Desfrutando do clima festivo do tricentenário de Cuiabá, Amauri Lobo e o Espaço Mosaico vão ao cerne da história, ao relembrar os nostálgicos e efervescentes anos 1980, em evento neste sábado (27). A década que sacudiu a cidade e representou um divisor de águas em seu cenário artístico-cultural, será “reconstituída” pelo músico, que apresenta cerca de 40 canções e poemas falados que marcaram época.

“Apenas eu, um banquinho, meu velho amigo violão e nossa interação, vamos falar e cantar sobre isso. Canções únicas, locais e universais. Poemas e performances. Causos, apenas os confessáveis, é claro. Sendo anos 80, alguns improvisos também vão rolar. Presenças interessantes na plateia com certeza passarão pelo palco”, revela o anfitrião e importante personagem da “Cuiabá 80“.

Amauri Lobo e seu velho amigo violão dão o tom da festa! (Foto: arquivo pessoal, 1982)

Para Amauri Lobo, muito da Cuiabá contemporânea é resultado da Cuiabá 80, que contemplou pelo menos 30 anos anteriores em momento de forte fluxo migratório; motivo suficiente para a celebração. “O volume e a diversidade de informações e vivências daqueles anos foram imensuráveis. Para quem pegou o bonde, foram três décadas em uma só: 60, 70 e 80. Assim, a partir dos anos 1990, a pacata Cidade Verde jamais seria a mesma. Em todos os sentidos”, lembra.

Para ambientar o encontro, vai rolar barzinho com bebidas e caldos (com opção vegetariana), a partir das 21 horas. O ingresso individual é R$15 e para reservar uma “mesa amiga” custa R$50. “A intenção do ‘Cuiabá 80’ não será o formato show, mas um momento da gente se encontrar, confraternizar e vivenciar a época”, ressalta Amauri Lobo.

Espaço Mosaico

Na casa cuiabana centenária, que ostenta uma árvore figueira moldurando o portão, o Espaço Mosaico se consolida como um lugar de encontros. Um centro cultural intimista que, durante o dia, abriga projetos culturais independentes, aulas do grupo Diamond Dance Crew e o Bistrô Pai & Mãe. À noite e aos sábados, a escola de dança também vira palco.

“No vácuo da ausência de uma política pública para a Cultura, o espaço se afirma, cada vez mais, como protagonista no cenário da grande Cuiabá. Prestigiar os eventos culturais é uma forma de colaborar com a continuidade deste importante empreendimento”, ressalta Amauri.

O Espaço Mosaico está localizado na Rua Mal. Floriano Peixoto, 512, Quilombo. Mais informações pelo (65) 9685-8004.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

1 COMENTÁRIO

  1. Morei em Cuiabá de 88 a 2009, estudei fiz faculdade de Artes na Unic, virei “Artista”, sou Cacerensse e atualmente moro em Cáceres mt e ouvi falar muito desta dessa época que foi o inicio da evolução Cultural em Cuiabá, e Mt.
    Parabéns “Amauri Lobo” e todos que participaram e estaveram envolvidos nesse projeto.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorReitor-mor visita Cuiabá e recebe honrarias de Mauro Mendes e Emanuel Pinheiro
Próximo artigoGoverno assume recuperação da Santa Casa; prefeitura diz que não foi informada