“Enquanto éramos atacados, negociávamos com os indianos”, diz assessor de Bolsonaro

Pelo Twitter, Filipe Martins deu detalhes da complexa negociação para conseguir as vacinas indianas

(Foto: Reprodução)

O assessor especial para Assuntos Internacionais do presidente Jair Bolsonaro, Filipe Martins, afirmou nesta quinta-feira (21) que o governo sempre esteve negociando para conseguir mais vacinas.

Ainda nesta quinta-feira (21), o governo indiano confirmou que liberou a exportação de mais de dois milhões de doses do imunizante. De acordo com o governo, o imunizante chegará no Brasil ainda nesse final de semana.

Pelo Twitter, Filipe Martins explicou detalhes da negociação e afirmou que o governo do Brasil sempre esteve em negociações com o governo da Índia durante a pandemia.

” Devido à ótima relação que construímos com a Índia, nossas tratativas haviam sido bem-sucedidas e estava tudo certo para o envio das vacinas, marcado para o início da semana (17/1), até que a informação vazou para a imprensa, causando desconforto na Índia e o atraso do envio”, escreveu Filipe.

Ainda na publicação, Filipe narra que, enquanto o governo era perseguido por parte da mídia, o governo estava trabalhando para conseguir o imunizante.

“Enquanto éramos criticados e atacados, negociávamos com os indianos”, diz Felipe.

Com a chegada do imunizante, é possível que uma parcela maior de brasileiros seja vacinada ainda durante o mês de janeiro.

Veja a publicação original 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorAumento para vereadores é sancionado
Próximo artigoPrefeitura de Cuiabá disponibiliza cadastro online para vacina da covid-19