Empresário fecha academia por causa de pandemia e é ameaçado por sócio

Segundo a vítima, o sócio teria dito que só não o matava porque tem uma filha

Imagem ilustrativa / Pixabay

Um empresário de 31 anos registrou um boletim de ocorrência no último final de semana afirmando ter sido ameaçado pelo sócio, 25 anos, após decidir fechar a academia dos dois, em Cuiabá, devido à pandemia do coronavírus.

Segundo o empresário, ele é o responsável pela administração da academia e decidiu fechá-la por pelo menos 10 dias, começando no sábado (21), para ajudar na prevenção do coronavírus.

O sócio dele, porém, a princípio não concordou com o fechamento e o empresário explicou os motivos da paralisação, explicando que isso ajudaria na prevenção tanto em relação aos profissionais que trabalham no local, quanto aos clientes.

Após essa conversa o sócio concordou. Porém, instantes depois ele mandou mensagens para uma terceira pessoa, de 22 anos, dizendo que só não matava o sócio de 31 anos porque tinha uma filha, mas que o que era dele estava guardado, entre outras ofensas.

A vítima ficou sabendo das mensagens, procurou a polícia e registrou um boletim de ocorrência por ameaça.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorEmanuel edita novo decreto liberando o funcionamento de inúmeros segmentos do comércio e indústria
Próximo artigoIndígenas paralisam balsas

O LIVRE ADS