Dois homens são presos por matar travesti a pedradas

Segundo a Polícia Judiciária Civil, eles disseram que a motivação foi o uso de drogas

Dois homens de 32 e 37 anos foram presos ainda nesse sábado (4) após assumirem terem matado a travesti Rayka França, de 26 anos, que foi assassinada a pedradas na madrugada do sábado.

Rayka foi encontrada por moradores do Bairro Setor F, em Querência (970 km de Cuiabá), por volta de 1h30, bastante ferida.

Ela chegou a ser socorrida, mas teve uma parada cardíaca ao chegar ao hospital e morreu.

LEIA TAMBÉM

Prisão

Mais tarde, por volta das 16h30, a Polícia Militar recebeu uma denúncia anônima dando a localização do suspeito de matar Rayka.

Uma equipe foi até o local indicado, encontrou o suspeito de 37 anos e ele confessou o crime e entregou o comparsa, de 36 anos.

Eles foram detidos e encaminhados para a delegacia, onde, em depoimento, contaram que foram até o local que o assassinato aconteceu e encontraram a vítima usando drogas.

Rayka tentou fugir correndo, mas eles foram atrás, alcançaram-na e a mataram a pedradas. Com a confissão, os dois acabaram presos.

A vítima foi encontrada com várias lesões na parte da frente e na lateral do rosto. No local, os militares também encontraram algumas pedras com manchas de sangue, que haviam sido utilizadas para causar as lesões.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorJay Benedict de Batman e Aliens morre por complicações do coronavírus
Próximo artigoCentral para atendimento a pacientes de covid-19 estará pronta até dia 20

O LIVRE ADS