CPFs de 27 mortos podem ter sido usados para furar a fila de vacinação em MT

Cruzamento de dados mostra que o registro de imunização em 22 municípios ocorreu depois da notificação de morte

(Foto: Luiz Alves/Secom)

Os documentos de 27 pessoas mortas em Mato Grosso podem ter sido usados para furar a fila de vacinação contra a covid-19. Os indícios de fraude foram identificados em 22 municípios até o momento, em levantamento do Tribunal de Contas do Estado (TCE).

Os casos foram descobertos no cruzamento de dados do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI), de 18 de janeiro a 15 de março, com os do Sistema Informatizado de Controle de Óbitos (Sisobi).

Conforme o TCE, foram identificados 114.858 casos regulares (99,93%) e outros 56 tiveram resultado inconclusivo (0,05%). No segundo grupo, o CPF está registrado no Sisobi e também no cadastro de vacinação em data posterior. Mas há divergência quanto ao nome ou a data de nascimento do vacinado.

No caso dos 27 registros classificados como irregulares (0,02%), o CPF do vacinado consta na base de dados do Sisobi, no cadastro de vacinação em data posterior à data do óbito, com nome e data de vacinação coincidente.

“Estamos aguardando a defesa dos municípios, demos 15 dias para que se pronunciem. Se constatado que foi cometida alguma fraude, vamos tomar as medidas cabíveis e usar todas as ferramentas necessárias para que essas pessoas que estão furando filas sejam responsabilizadas”, afirmou o presidente do TCE-MT, conselheiro Guilherme Antonio Maluf.  

Conforme TCE, os dados o resultado devem ser tratados como preliminares, por isso não há resultado conclusivo de fraude.

O que disse a prefeitura de Cuiabá?

Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá (SMS) afirmou que recebeu a notificação e encaminhou para a coordenação da campanha de vacinação contra a covid-19, que já está fazendo o levantamento necessário para apurar a situação. Além disso, irá analisar todo o banco de dados e encaminhará manifestação ao TCE em até 15 dias, prazo concedido pelo órgão de controle.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorCongresso derruba vetos que barravam 24 dispositivos do pacote anticrime
Próximo artigoCaixa paga auxílio emergencial a nascidos em julho