Covid-19: lei garante atendimento espiritual a pacientes internados em UTIs de MT

Lei aprovada pela Assembleia Legislativa foi sancionada pelo governador e já está em vigência em todo o Estado

(Foto: Arina Krasnikova / Pexels)

Os hospitais públicos e privados de Mato Grosso deverão assegurar assistência espiritual e religiosa aos pacientes internados com a covid-19 em Unidades de Terapias Intensivas (UTIs), desde que sejam cumpridos os protocolos de medidas sanitárias.

Isso quer dizer que estão autorizados a entrar nesses setores, padres, pastores evangélicos e outros líderes de diversas crenças para atender os pacientes.

A medida foi sancionada pelo governador Mauro Mendes (DEM). Consta no lei de autoria do deputado estadual Dilmar Dal Bosco (DEM) aprovado pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso e publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) que circulou na quinta-feira (29).

Pela lei, as instituições de saúde deverão fixar, em local acessível, quais os protocolos relacionados à prestação de assistência espiritual, bem como disponibilizar todos os instrumentos de orientação clínica.

Ainda está previsto que as instituições de saúde poderão disponibilizar recursos tecnológicos para a realização das visitas, quando solicitado pelo paciente e/ou familiares, no caso de impossibilidade de visita familiar ou atendimento espiritual presencial.

Se não houver disponibilidade, os próprios pacientes e os familiares poderão fornecer os meios de tecnologia.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorInscritos no Bolsa Família com NIS final 0 recebem auxílio emergencial
Próximo artigoProcurando emprego? Pandemia fez crescer a renda de quem trabalha como freelancer