Corregedoria investigará PMs que atiraram contra clientes de espetinho

Caso foi registrado em Sorriso e uma mulher foi atingida na cabeça e no pescoço

(Foto: Secom)

Os soldados acusados de agredir e atirar em frequentadores de um espetinho na cidade de Sorriso (420 km de Cuiabá) irão ser investigados pela Corregedoria da PM e o processo pode resultar na demissão dos militares.

Conforme a Polícia Militar, que se posicionou por meio de uma nota oficial, a investigação irá analisar informações apuradas pela comissão e imagens da câmera de segurança do local.

Ambos foram autuados em flagrante e a prisão foi convertida em preventiva. Eles agiram foram do horário de expediente e estavam à paisana.

Entenda o caso

Na noite de sexta-feira (17), os dois acusados teriam se aproximado do estabelecimento comercial que fica no bairro São Domingos.

Testemunhas ligaram repetidas vezes no telefone da polícia e relataram o fato e que um deles estava atirando.

Dois tiros atingiram uma mulher de 44 anos que estava no local. Ela teve perfurações no rosto e no pescoço, foi levada ao Hospital Regional de Sorriso e não corre risco de morte.

Um outro homem também teve ferimentos por conta das agressões.

Quando os policiais chegaram ao local, os suspeitos não estavam mais, porém, após buscas na região, foram localizados e encaminhados para delegacia, onde foram autuados em flagrante.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorRecém formado e procurando emprego? Listamos 6 programas de Trainee com inscrições abertas
Próximo artigoÀ espera de Chile, Colômbia, Japão…

O LIVRE ADS