Contra o aborto: Guatemala será declarada “Capital Ibero-americana Pró-Vida”

O Presidente Alejandro Giammattei deixou claro que ser pró-vida está no DNA dos guatemaltecas

Alejandro Giammattei, Presidente da Guatemala (Foto: ISTOÉ)

O Presidente da Guatemala, Alejandro Giammattei, anunciou que o país será declarado como a “capital ibero-americana pró-vida” em 9 de março de 2022. As informações são da Catholic News Agency (CNA).

Em seu discurso para a Heritage Foundation em 6 de dezembro, Giammattei deixou claro que ser pró-vida está no DNA dos guatemaltecas. Também informou que cada instituição do governo tem o claro objetivo de respeitar a vida desde a concepção e de proteger as famílias.

“Há um grande esforço interinstitucional para fortalecer a família e evitar gravidezes precoces”, disse o presidente. “Nosso governo tem promovido a Política Pública de Proteção à Vida e à Família como uma instituição.”

Associação Família Importa (AFI)

No mesmo evento, membros da Associação Família Importa (AFI), da Guatemala, lembraram de atitudes exemplares das esferas do governo na defesa à vida desde a concepção, segundo a CNA.

Num dos casos, a Planned Parenthood, organização americana que promove o aborto, foi proibida de se registrar no país. Em 2017, o navio “Women on Waves” – responsável por tirar mulheres dos países em que o aborto é proibido para que o realizem em águas internacionais – foi expulso da Guatemala.

“Continuaremos trabalhando incansavelmente para que a Guatemala continue a ser a capital pró-vida da América Latina!”, concluiu a AFI.

 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorTribunal mantém demissão por justa causa aplicada por mensagens no Facebook
Próximo artigoFicou para fevereiro a votação do projeto que autoriza cassinos no Brasil