COFECI/CRECI reúne com o Conselho de Educação para tratar sobre estágio e regularidade das instituições de ensino

Objetivo é realizar trabalho conjunto para inibir irregularidades, visando a qualidade do ensino

Representantes do Conselho Federal (COFECI) e Regional de Corretores de Imóveis de Mato Grosso (CRECI/MT) e do Conselho Estadual de Educação (CEE/MT) reuniram-se na manhã desta terça-feira (28/09) para tratar sobre o estágio profissionalizante aos estudantes que almejam se tornar corretores de imóveis. Os principais pontos da pauta são o trabalho conjunto para viabilizar a aplicabilidade das novas regras de estágio e inibir irregularidades, visando a qualidade do ensino.

O presidente do CEE/MT, Gelson Menegatti, abriu a reunião e colocou-se à disposição para fornecer informações das instituições de ensino para verificação da regularidade. “Queremos educação de qualidade, e o Conselho é criterioso com a autorização  das instituições. Estaremos colaborando com o CRECI/MT para formalizar denúncias das instituições não autorizadas aos demais órgãos competentes. E estaremos abrindo processo administrativo para aquelas autorizadas que atuam de maneira irregular”, informou.

O Diretor Pedagógico do Conselho Federal de Corretores de Imóveis, Oscar Hugo, apresentou  ao CEE/MT,  irregularidades em algumas instituições de ensino que ofertam curso em Mato Grosso. “A nova resolução do COFECI N°1.453/2021, veda estágio e credenciamento para alunos de instituições que não possuem polo presencial no Estado de Mato Grosso. Precisamos coibir a atuação dessas instituições de fora do Estado, que disponibilizam ilegalmente a declaração de estágio. Outra situação preocupante é com a emissão de diplomas falsos”, pontuou.

Presidente do CRECI, Benedito Odário,  destacou a preocupação com a qualidade do ensino ofertado por algumas instituições de ensino. “Infelizmente os estudantes estão concluindo o curso em escolas clandestinas. O CRECI tem o papel de fiscalizar após o registro profissional, precisamos rigor dos demais órgãos na fiscalização desses cursos, para que o estudante não seja prejudicado, pois, o Conselho só libera o registro profissional somente dos alunos que estudaram nas instituições autorizadas”, concluiu o presidente.

Participaram da reunião o Presid. do CRECI Benedito Odário, Diretor pedagógico do COFECI Oscar Hugo, Diretor pedagógico do CRECI Marcos Biancardini, Presid. do CEE/MT Gelson Menegatti , Presid. da Câmara de Educação Básica Adriana Tomasoni, Presid. da Câmara de Educação Profissional e Superior Ana Maria e Secretária executiva do CEE/MT Marli de Oliveira.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorTemporais derrubam quase 100 postes em dois dias em MT
Próximo artigoSeja um profissional do futuro