Temporais derrubam quase 100 postes em dois dias em MT

Temporais da primavera vieram acompanhados de rajadas de vento acima dos 70 km/h

(Foto: Ednilson Aguiar / O Livre)

Em apenas dois dias – de sábado (2) para domingo (3) – a Energisa registrou a queda de quase 100 postes em Mato Grosso. Um transtorno provovado pelos temporais que chegaram junto com a primavera.

As principais ocorrência foram registradas em Rondonópolis e cidades da região Norte.

De acordo com o gerente de operações da companhia, Thiago Martins, essas condições se agravam em regiões descampadas, com rajadas de vento acima dos 70 km/h e de difícil acesso, com atoleiros.

LEIA TAMBÉM

“As estruturas da rede elétrica são projetadas e construídas com materiais resistentes, com uso de ferro e concreto, para que a distribuição de energia não seja tão afetada e que os clientes permaneçam seguros. Porém, as condições apresentadas são extremas. Quando a chuva encontra campos abertos, o vento fica sem resistência e essa pressão sobre as redes de energia é muito maior”, explicou.

(Foto: Assessoria/Energisa)

Martins lembra que quem presenciar um evento do tipo precisa tomar alguns cuidados. Não chegar perto do poste é um deles. A orientação é acionar a Energisa de imediato.

“As redes de distribuição têm sistema de segurança que cortam a energia, mas a cautela de não tocar nos fios e estrutura é muito importante. Além disso, a água é um condutor elétrico natural, o que pode provocar choques e até mesmo acidentes mais sérios”.

Recentemente, a Energisa também inaugurou um novo Centro de Operações Integrado (COI), que monitora em tempo real a rede de distribuição de energia de todo o Estado. São 100 operadores que oferecem apoio às equipes de campo, agilizando os atendimentos.

6 dicas para evitar acidentes em dias de chuva

  • Não ligar equipamentos elétricos em tomadas instaladas em paredes úmidas;
  • Não fazer manutenções durante a chuva, principalmente em telhados. Equipamentos elétricos ligados à tomada também não devem ser manuseados em momentos de chuva;
  • Sempre desligar o disjuntor em casos de alagamento, curto-circuito ou princípio de incêndio dentro de casa;
  • Evitar ficar perto de campos de futebol, piscinas, lagos, lagoas, praias, árvores, mastros e locais elevados.
  • Não encostar em grades e objetos metálicos, assim como não se abrigar próximo de postes ou embaixo da fiação elétrica;
  • Em casos de objetos serem arremessados na rede elétrica por conta de ventos, a orientação é não aproximar e não tentar afastar a fiação.

(Com Asessoria) 

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.