Bonde do Tigrão na Câmara

Professor de geografia usou tribuna para falar do ensino e pedir melhorias

(Foto:Ednilson Aguiar/ O Livre)

O professor de geografia Edmárcio Neri da Silva, da Escola Estadual Rafael Rueda, no bairro Pedra 90, utilizou a tribuna da Câmara dos Vereadores de Cuiabá, na manhã desta terça-feira (23), para tratar do ensino público e pedir auxílio dos vereadores. Chamou a atenção, porém, a forma como o fez: cantou louvor, música de desenho e até Bonde do Tigrão.

Na tribuna, o professor falou da importância do ensino e da figura do professor para os alunos. Pontuou que teve sua vida marcada por bons educadores e que, ao optar pela licenciatura, decidiu tornar-se melhor do que aqueles que teve, a fim de orgulhá-los.

Entre as ponderações, Edmárcio demonstrou como é que ele, que leciona em uma instituição de tempo integral, faz, e cantou. Cantou um trecho de louvor, passou para um trecho da música de abertura do desenho Power Rangers e, por fim, ainda cantou “Bonde do Tigrão”, definitivamente atraindo a atenção de todos que o assistiam.

Foto: Reprodução/TV Câmara

Edmárcio disse que o que se espera normalmente é que um professor seja aquele que “escreve e apaga” nos quadros. No entanto, ele defendeu a modernização do ensino e a adoção de novas técnicas para fisgar a atenção dos estudantes. “Eles viram e falam ‘professor, você é power’. Quer dizer, Power Ranger”, exemplificou.

O professor aproveitou para elogiar os colegas, a gestão da escola e chamar a atenção dos vereadores para aos problemas da comunidade. Disse que o bairro Pedra 90 precisa, por exemplo, de uma pista de caminhada e de equipamentos de ginástica para a escola, que é referência na região.

“Não pedimos um parque Tia Nair, pedimos uma pista de caminhada”, disse. Por fim, jogou a bola para os parlamentares. “Vocês tem o poder para mudar isso. Vocês também são Power”, finalizou.

Os vereadores Dilemário Alencar (Pros) e Professor Frankes (PP) pediram a palavra para agradecê-lo pela presença e reconhecer o trabalho feito na instituição. Frankes ainda citou Paulo Freire para lembrar que “o verdadeiro professor deixa marcas”. Conforme Dilemário, o professor de geografia deverá receber uma moção de aplausos na escola onde leciona, que já foi aprovada em plenário pelos vereadores.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

O LIVRE ADS