Bolsonaro terá que explicar ao STF decreto sobre armas de fogo

A decisão é da ministra do STF Rosa Weber, que acatou pedido de quatro partidos de esquerda

(Foto: Ednilson Aguiar/O Livre)

O presidente Jair Bolsonaro tem 5 dias para explicar ao Supremo Tribunal Federal (STF) os decretos que flexibilizam o acesso a armas de fogo. A facilitação da compra desse tipo de produto era uma das promessas de campanha do presidente.

A decisão que impôs o prazo é da ministra do Rosa Weber, que acatou um pedido do PT, PSB, Psol e Rede. Os partidos tentam inviabilizar o decreto. O argumento é que as novas regras atentam contra a vida e a segurança da sociedade.

Os partidos ainda afirmam que a ampliação do acesso a armas e munições facilita a criação e formação de milícias e representa risco ao monopólio do uso da força pelo o Estado.

Agora, o presidente tem até a próxima semana para apresentar uma justificativa.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Artigo anteriorHomem pede água em casa e tenta estuprar jovem que o atende
Próximo artigoCondenada alega que foi prejudicada por “barganha” feita pelo MP