Bolsonaro na ONU: “Estávamos à beira do socialismo”

No discurso de abertura da Reunião da ONU, Bolsonaro citou os avanços que conseguiu nos quase três anos de governo

(Foto: Agencia Brasil)

Em seu discurso na Assembleia-Geral da Organização das Nações Unidas (ONU), o presidente Jair Bolsonaro afirmou que o Brasil estava à beira do socialismo. O presidente discursou nesta terça-feira (21), em Nova York.

De acordo com Bolsonaro, nos anos passados o Brasil seguia um perigoso caminho rumo ao socialismo, antes de seu governo. O presidente também lembrou da corrupção nas estatais durante a era petista.

“Estávamos à beira do socialismo. Nossas estatais davam prejuízo de bilhões de dólares no passado e hoje são lucrativas. Apresento agora um novo Brasil, com sua credibilidade recuperada perante o mundo”, disse o presidente.

Sem corrupção

Ainda no discurso, Bolsonaro lembrou de que ninguém ligado ao seu governo foi acusado de corrupção desde que foi eleito como presidente.

O mandatário também citou que o respeito à Constituição e aos valores da Família são os baluartes de seu governo.

“Estamos há dois anos e oito meses sem qualquer caso concreto de corrupção. O Brasil tem um presidente que acredita em Deus, respeita a Constituição, valoriza a família e deve lealdade ao seu povo”, afirmou Bolsonaro.

Meio Ambiente

Bolsonaro também fez um breve retrato do Brasil em relação à preservação ambiental, dizendo que conjuga produção sustentável e preservação. “O Código Florestal Brasileiro deveria servir de exemplo para o mundo”, afirmou.

O presidente também convocou os líderes mundiais a conhecerem de perto a Amazônia.

Use este espaço apenas para a comunicação de erros





Aceito que meu nome seja creditado em possíveis erratas.